Braga, sábado

Financial Times apresenta Braga como cidade que conjuga história e tecnologia

Economia

21 Junho 2019

Redação

Cidade é destaque na revista FDI Magazine, do Financial Times, que retrata Braga como um Centro de Inovação em Portugal e na Península Ibérica, estatuto que conjuga na perfeição com o seu passado histórico.

A cidade de Braga surge em destaque na revista FDi Magazine, do Financial Times, um prestigiado órgão de comunicação inglês, que publicou uma reportagem sobre “a capital do Império Romano” que hoje se apresenta como a “terceira cidade de Portugal”.

 


O longo artigo faz referência ao passado e presente da cidade que conjuga história e tecnologia.


“Apesar da sua rica história, a cidade universitária tem a população mais jovem em Portugal”, lê-se no artigo que se refere à cidade dos Arcebispos como a terceira cidade do país no que diz respeito ao número de exportações e crescimento do PIB “acima da média nacional e ibérica”, considerada como uma das melhores cidades portuguesas para negócios.

 


Braga é retratada neste artigo internacional como “líder de inovação”, em Portugal e na Península Ibérica, detentora do maior número de patentes em Portugal, superando Lisboa e Porto.

 


Da reportagem consta também uma entrevista concedida pelo presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, que destaca o desenvolvimento da cidade nas últimas décadas, apontando alguns factores que contribuíram para o seu crescimento. “O factor que teve maior impacto no crescimento da cidade foi a criação da Universidade do Minho, que tem sido uma fonte contínua de renovação populacional, atraindo e produzindo talentos”, refere o autarca à publicação.

 


Também o reitor da UMinho destaca a importância que a academia teve no desenvolvimento da região e do país, sublinhando a estreita relação que mantém com o tecido empresarial.

 


A publicação classifica a UMinho como uma “universidade reputação internacional”.

 


A Bosch é apresentada também como outro dos factores que contribuíram para o desenvolvimento da região, destacando a parceria firmada com a UMinho.

 


Carlos Ribas, representante português da Bosch frisa, em entrevista, a importância desta parceria para o tecido da região.

 


O centro da nanotecnologia também foi colocado em destaque. O Laboratório Internacional de Nanotecnologia Ibérica (INL) é apresentando como o terceiro laboratório intergovernamental do mundo, depois do CERN de Genebra e do EMBL de Heidelburg.

 


Neste artigo é focada a “nova visão” que Ricardo Rio trouxe à cidade, onde se apresentou com “uma nova liderança que propôs transformar o clima de negócios da cidade”.

 


A InvestBraga, “a primeira agência de promoção de investimentos locais em Portugal” é apontada como uma das principais medidas para dinamizar o clima da investimento, “inspirando Lisboa e Porto”.

 


O turismo e os “eventos especiais” são também um dos pontos explanados neste artigo, destacando o crescimento que a cidade tem conhecido em termos de número de visitantes. Neste âmbito, não foi esquecida também a eleição para melhor destino europeu a visitar. “A abertura do Forum Braga, o segundo maior espaço para eventos multiusos em Portugal, impulsionou o número de visitantes e de eventos culturais”, refere o artigo, destacando os concertos de Seconds to Mars e Bryan Adams, sem esquecer a AGRO que atraiu 42 mil pessoas em três dias.