Braga, sexta-feira

Firmino Marques lidera lista da Coligação Juntos por Braga no mandato da concretização do sonho

Regional

22 Julho 2021

Redação

Em linha com os compromissos já assumidos pelo Executivo camarário, e pelo recandidato à Presidência da Câmara, Ricardo Rio, os próximos 4 anos trarão a concretização de importantes projetos para a Freguesia e para o Concelho incidentes sobre este território: O tão almejado Parque Eco-Monumental das Sete Fontes; o Centro Cultural nas antigas instalações da Escola Francisco Sanches (FS); a reabilitação do Edifício da Fábrica Confiança e a criação nesse espaço de uma nova Residência para Estudantes; o alargamento das Áreas Mais; a requalificação do Pavilhão das Goladas; a instalação do BRT; entre outros.

Firmino Marques lidera a lista da Coligação “Juntos por Braga” à Assembleia de Freguesia de São Victor, honrando os compromissos assumidos desde há 20 anos com a população de São Victor, apresentando um programa ambicioso que visa dar continuidade ao desenvolvimento registado na Freguesia nestas duas décadas, no respeito e na primazia de uma política de proximidade com os cidadãos e as instituições. Com 63 anos, casado, com duas filhas, licenciado em Filosofia e pós-graduado em Direito das Autarquias Locais pela Faculdade de Direito da Universidade do Porto, coordenador na área de seguros, Firmino Marques presidiu durante 12 anos à Junta de Freguesia de São Victor e durante 6 anos assumiu funções de Vice-Presidente da Câmara Municipal de Braga, bem como a função de Vereador com vários pelouros. O caminho de excelência percorrido levou Firmino Marques a desempenhar as funções de Deputado da XIV Legislatura pelo Grupo Parlamentar do PSD, período em que tem defendido de forma intransigente os interesses dos portugueses e dos bracarenses em particular. Preside também à Comissão de Educação, Ciência, Juventude e Desporto, fazendo ainda parte da Comissão Nacional de Ética para as Ciências da Vida (suplente).


Em linha com os compromissos já assumidos pelo Executivo camarário, e pelo recandidato à Presidência da Câmara, Ricardo Rio, os próximos 4 anos trarão a concretização de importantes projetos para a Freguesia e para o Concelho incidentes sobre este território: O tão almejado Parque Eco-Monumental das Sete Fontes; o Centro Cultural nas antigas instalações da Escola Francisco Sanches (FS); a reabilitação do Edifício da Fábrica Confiança e a criação nesse espaço de uma nova Residência para Estudantes; o alargamento das Áreas Mais; a requalificação do Pavilhão das Goladas; a instalação do BRT; entre outros.
 

 Procurando dotar de melhores condições os serviços da Junta de Freguesia e diversas instituições da área social, será intervencionado e ampliado o atual edifício-sede e criado em novo espaço o “Hub Social”, que acomodará também o Human Power Hub – Incubadora de Inovaça?o Social da Câmara Municipal de Braga - e outras valências da esfera social do Município, da Freguesia e de entidades parceiras, reforçando também deste modo a sua intervenção no CLAS-Conselho Local de Acção Social, onde teve sempre um papel muito ativo, assim como irá propor em conjunto com as Freguesias Urbanas da Cidade de Braga, estabelecer uma Plataforma de trabalho comum, tendo em vista a eficácia do desempenho numa área tão importante como a de intervenção SOCIAL. No plano da dinamização cultural, registe-se o envolvimento ativo da Junta de Freguesia na gestão do Centro Cultural (FS), a reabilitação da Capela de S. Víctor-o-Mártir e a criação da rede “Quiosques de Cultura”, enquanto serviços de descentralização cultural em diversas áreas da Freguesia.
 

 Na esfera do ordenamento urbano e valorização do espaço público, é também compromisso dos candidatos da Coligação “JUNTOS por BRAGA” a pintura dos restantes blocos do Bairro Social das Enguardas e um vasto rol de intervenções de fundo em artérias da Freguesia, a concretizar ao longo de todo o próximo quadriénio, como sejam: a Av. Antero de Quental / Luis Soares Barbosa / Fernando Oliveira Guimarães; a Rua S. Victor e D. Pedro V; a Rua José António Cruz; a Travessa de S. José e Nó/Rotunda do Quartel; a Rua do Sardoal; a Rua Quinta da Armada; a Rua Dr. Francisco Machado Owen; e o Quarteirão Gulbenkian/ Orfeão de Braga, Pe. Manuel Alaio, Rua Conservatório, Rua Fundação Calouste Gulbenkian e Rua Adelina Caravana entre outras. A estes projetos de maior envergadura, acrescem diversas intervenções pontuais concertadas entre a Câmara Municipal e Junta de Freguesia para marcação de estacionamentos, ordenação do sentido viário, reabilitação de passeios e implementação de medidas de acalmia de trânsito, no âmbito da melhoria da MOBILIDADE.
 

Parques Fitness, seja em espaço público, seja em contexto escolar (aqui incluindo também espaços de recreio e respetivas coberturas); a manutenção do mobiliário urbano (bancos, mesas, estacionamento de bicicletas e semelhantes); a colocação de novos estacionamentos de bicicletas; a criação de Parques para Canídeos e Abrigos para Gatos, em articulação com coletividades de apoio animal.
 

 Algumas destas competências serão também delegadas nas demais Juntas de Freguesia, após a sua implementação a título de projeto-piloto nas Juntas de Freguesia urbanas já no ano de 2022.


Um histórico de serviço á comunidade


Recordando a enorme intervenção cívica da Autarquia de São Victor nos anos em que liderou esta Junta de Freguesia, honrando e dignificando a relação dos Eleitos e Eleitores, Firmino Marques considera que esta postura trouxe uma nova aragem à intervenção do PODER LOCAL, nomeadamente nas políticas de defesa do Ambiente, estímulo e incentivo ao Desporto, ou no relacionamento de enorme proximidade com a Comunidade ESCOLAR local.


A reconhecida qualidade das suas iniciativas CULTURAIS relembrando as “Noites Brancas da Senhora a Branca”, ou a iniciativa “Festa no Bairro”, assim como a “BRANC’ARTE”, foram um verdadeiro exemplo de descentralização de atividades culturais envolvendo a população.


Por seu lado, no capítulo de intervenção SOCIAL, ficaram marcantes na história as iniciativas solidárias e de ajuda da população em várias áreas de intervenção, assim como a criação de uma Loja Social e de um Banco Ortopédico, dando resposta às causas sociais mais eminentes da freguesia.
 

 Marcante e notória foi também a intervenção na defesa do património material e imaterial da Freguesia e da História de São Victor, pelo que exigimos de nós próprios consolidar e melhorar ainda mais os notáveis resultados alcançados desde que assumimos a gestão da Autarquia mais importante da Região.

Deixa o teu comentário