Fransérgio regressa para ajustar contas

Desporto

09 Abril 2021

Miguel Machado Miguel Machado

Médio, que cumpriu jogo de castigo, luta para recuperar a titularidade contra o Belenenses SAD, adversário que venceu o SC Braga na primeira volta.

Com as baterias bem recarregadas, após pausa para as selecções e jogo-extra de paragem pela expulsão polémica frente ao Benfica ainda na primeira parte da 24.ª jornada (que o SC Braga perdeu 0-2), Fransérgio volta a estar disponível nas opções do treinador Carlos Carvalhal para a partida com o Belenenses SAD, da 26.ª jornada, marcada para domingo à tarde no estádio Municipal de Braga.

Apesar de ser jogador influente na equipa (e dos mais utilizados pelo treinador), também voz de comando no relvado como capitão, o médio brasileiro de 30 anos sabe, no entanto, que tem de lutar para recuperar a titularidade, até pela resposta dos companheiros centrocampistas, nomeadamente João Novais, o escolhido para preencher a sua ausência. O médio português de 27 anos foi, de resto, a primeira solução de Carvalhal para equilibrar a equipa após a expulsão do brasileiro no jogo com o Benfica, entrando para o lugar de Abel Ruiz, aos 43 minutos. Contra o Farense, João Novais foi titular na vitória por 2-1 e fez a assistência para o primeiro golo apontado por Al Musrati, tendo saído aos 74 minutos rendido por André Horta.

A influência de Fransérgio nas manobras defesa-ataque da equipa está, porém, bem patente nos números do brasileiro: 35 jogos (2560 minutos) e sete golos, praticamente o dobro da utilização comparada com os 30 jogos (1287 minutos) de João Novais e dois golos apontados. Sem dúvida, uma dor de cabeça para o treinador do SC Braga resolver.

Ainda a treinar de forma limitada e em dúvida para a recepção aos azuis do Restelo continuam Sequeira e Castro, que têm falhado os últimos encontros.

Recorde-se que das seis derrotas até agora do SC braga no campeonato em 25 jogos, o Belenenses SAD foi ‘carrasco’ de uma delas (2-1 na 9.ª jornada), num jogo de má memória para os Guerreiros, onde acabaram reduzidos a 10 devido à expulsão de David Carmo, e perderam na altura a vice-liderança. Por isso há que “ajustar” contas.

Deixa o teu comentário