Braga, sexta-feira

Fundação Mestre Casais enfrenta os desafios da sustentabilidade

Regional

20 Julho 2021

José Paulo Silva José Paulo Silva

Grupo Casais cria Fundação para debater desafios da sustentabilidade do planeta. Instituição homenageia fundador da empresa que deu origem a um dos maiores grupos empresariais nas áreas da construção e engenharia.

Fundada em Maio, a Fundação Mestre Casais realizou ontem, no Theatro Circo, a sua conferência inaugural de apresentação, o primeiro dos muitos momentos de debate sobre os desafios da sustentabilidade, missão da nova instituição que recupera o nome do fundador da empresa que deu lugar a um dos maiores grupos empresariais portugueses.


A Fundação Mestre Casais tem como áreas prioritárias de actuação a sustentabilidade ambiental e climática, a sustentabilidade social e humana e a sustentabilidade financeira e de governação.
 

 A instituição pretende desenvolver estudos que gerem novo conhecimento, atribuir prémios, bolsas de estudo de apoio a estudantes do ensino superior e outros apoios de natureza filantrópica, realizar conferências, seminários e debates, produzir e divulgar conteúdos.


António Carlos Rodrigues, neto do Mestre Casais e actual presidente da comissão executiva do Grupo Casais, revelou ontem que “a Fundação pretende reflectir a vontade e os valores da família que, desde há três gerações, lidera e desenvolve o universo empresarial, perpetuando o nome e a cultura de sustentabilidade e diálogo intergeracional que o fundador cultivava”.
 

 José Gomes Mendes, professor catedrático da Universidade do Minho e ex-secretário de Estado do Ambiente e do Planeamento, foi o escolhido para director executivo da Fundação Mestre Casais.


Ontem, o ex-governante defendeu que “Portugal pode e deve ser uma referência internacional no equilíbrio alcançado entre o ser humano, o planeta e o desenvolvimento económico. E por essa razão acreditamos que é prioritário o estudo, o debate e a comunicação do tema da sustentabilidade humana e ambiental que nos conduza a esse equilíbrio”.


Presidida por José da Silva Fernandes, a Fundação Mestre Casais surge para um quadro de intervenção assente nos princípios do conhecimento, da independência, da transparência, do humanismo e do diálogo.


Os seus promotores apontam “a missão de contribuir para a promoção da sustentabilidade humana e da sustentabilidade ambiental, através do desenvolvimento e partilha de conhecimento num processo ininterrupto de elevação da sabedoria humana, habilitando a sociedade a enfrentar os desafios futuros num propósito de preservação da harmonia e equilíbrio entre o ser humano (a sociedade), o planeta (o meio ambiente) e o próprio desenvolvimento económico”.

Deixa o teu comentário