Braga, terça-feira

Futebol Clube Ferreirense: Clube histórico que tem deixado a sua marca

Desporto

20 Março 2020

Redação

Um clube histórico, emblemático e que não perdeu, nunca, as suas raízes. Actualmente vive da formação - sua maior aposta - mas a luta pelo regresso do futebol sénior continua pujante.

António Dias Fernandes, Armando Martins Ferreira, Carlos Ferreira da Costa, Carlos Ferreira de Carvalho, Domingos da Cruz Gomes, Francisco da Cruz Gomes, Joaquim Ferreira Martins, José Barbosa Rodrigues, Manuel Martins Fernandes e Serafim Veiga Sampaio foram consagrados como fundadores do Futebol Clube Ferreirense. Corria o ano de 1958 quando este grupo de amigos e companheiros das ‘futeboladas’ decidiu avançar com a criação oficial do clube na freguesia de Ferreiros.

O dia 18 de Março de 1958, data da Fundação do Futebol Clube Ferreirense, foi fixado, a partir do testemunho dos fundadores do clube, pela Assembleia Geral do Futebol Clube Ferreirense, realizada no dia de 15 de Janeiro de 1972. No entanto, só a Assembleia Geral de 1983 (no 25.º aniversário) consagrou, formalmente, este grupo como fundadores oficiais do clube.

Antes de 1958, já tinha havido, pelo menos, duas equipas de futebol na freguesia, uma conhecida como União, que usava um equipamento à Porto e outra como Ferreirense com equipamento à Sporting.

Para além da data de fundação há algumas datas que são dignas de registo. Assim, nos primeiros meses de 1963 o aluguer de uma bouça para aí construir o campo de jogos, Dr. Sebastião Cardoso da Silva Meneses, hoje campo do Sobreiro, lugar da freguesia onde está instalado, e a mudança da sede do lugar das Gordas para o lugar da Estrada, onde ainda se encontra.

A 12 de Agosto de 1970 a publicação na III série do Diário do Governo, n.º 186, o despacho da Direcção-Geral da Educação Física, Desportos e Saúde Escolar, datado de 29 de Julho de 1970, que autoriza a constituição do Futebol Clube Ferreirense, datado de 13 de Julho de 1970. A 15 de Janeiro de 1972 deu-se a aprovação, em Assembleia Geral, dos primeiros estatutos do FC Ferreirense.

Em meados da década de setenta concretiza-se a aquisição do campo de jogos, que passa a ser propriedade do clube.

Em 1982/83, um marco assinalável da vida do FC Ferreirense: a qualificação para disputar a Taça de Portugal, na época seguinte, que, afortunadamente, ficou assinalada pela comemoração do seu 25.° aniversário.

No dia 8 de Setembro de 1987 o FC Ferreirense comprou o edifício da sua sede social, sito na rua Maria Amélia Bastos Leite, n.º 143, na freguesia de Ferreiros.

Em 5 de Maio de 1988 foi emitida a declaração que concede o estatuto de utilidade pública ao Futebol Clube Ferreirense, publicada na II Série do Diário da República n.º 103, de 4 de Maio de 1988.

“Queremos o futebol sénior de volta à acção”

António Rocha é, aos 63 anos, o actual presidente do Futebol Clube Ferreirense. Assumiu a liderança da direcção na temporada 2010/2011 e vê a próxima época, último ano do seu actual mandato, como a final nesta sua aventura enquanto responsável máximo do clube bracarense. Isto se aparecer alguma lista que pretenda dar continuidade ao trabalho que a sua direcção tem realizado...

Ao Correio do Minho, António Rocha contou um pouco de como nasceu a sua ligação ao FC Ferreirense, lembrando conquistas recentes e apontando a um futuro risonho e mais completo.

“Eu tenho um amigo no Ferreirense que jogou no Gil Vicente, o Neco. Eu trabalhava lá no Gil Vicente, como director desportivo… entretanto saí e depois ele convidou-me a ver se eu queria coordenar as escolinhas do Ferreirense. Isto já em 2010. E fiquei...”, refere o presidente para logo apresentar os momentos da história recente do clube que melhor recordo como sendo os mais marcantes: “tenho mais presente a história do clube a partir de 2010, mas antes disso sei que participaram na Taça de Portugal, em 1984, e isso acaba por ser um momento importante. No entanto, desde que assumi a presidência do clube e mesmo quando era coordenador, destaco as conquistas dos campeonatos distritais de juniores e juvenis”.

O Ferreirense é um clube pequeno, simples, que vive dos apoios que consegue angariar no dia-a-dia. Por isso tudo é feito de forma extremamente pensada e estruturada, sem entrar em loucuras e sempre com cautelas, como refere o presidente: “o clube é gerido com muita cautela. Não entramos em loucuras. O clube está estável financeiramente e não temos dívidas, o que é muito importante para nós. Procuramos dar sempre um passo de cada vez e mediante as condições de que dispomos. Não entramos em loucuras de andar por aí a gastar dinheiro que não temos”.

Neste momento, a aposta principal do Ferreirense é a formação, na qual tem equipas de todos os escalões etários em competição nas provas organizadas pela Associação de Futebol de Braga. “Temos traquinas, duas equipas de benjamins, infantis, iniciados, juvenis e juniores, todos a competir na AF Braga. Temos no total 115 jovens atletas inscritos oficialmente”, refere o presidente, para logo apresentar o sonho que tem para o futuro próximo do FC Ferreirense: “apesar da nossa forte aposta na formação, cujo lema assenta em quatro premissas - Divertir, Ensinar, Formar e Competir - queremos, na próxima época, voltar a apostar no escalão sénior. Queremos o futebol sénior de volta à acção e é para isso que estamos a trabalhar. Quando tomamos conta do clube essa foi uma das nossas promessas que queremos cumprir até ao próximo ano. É um dos nossos objectivos, mas isso vai depender muito das pessoas de Ferreiros, dos sócios e das pessoas que envolvem o clube, porque eu acho que há um distanciamento entre as pessoas de Ferreiros e o clube. Há pouco envolvimento”.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho