Braga, sábado

Golo de Pedro Mendes alimenta sonho da manutenção do Nacional

Desporto

26 Abril 2021

Lusa

Um golo madrugador de Pedro Mendes, marcado aos sete minutos, permitiu hoje ao lanterna-vermelha Nacional vencer por 1-0 na receção ao Vitória de Guimarães e manter vivo o sonho da manutenção na I Liga de futebol.

Em jogo da 29.ª jornada da prova, o Nacional quebrou um ciclo de 10 derrotas consecutivas, graças ao golo marcado por Pedro Mendes, jogador empresado pelo líder Sporting, apesar de se manter ainda em último lugar, a seis pontos da ‘zona segura’ da tabela.
 

O Vitória de Guimarães, sexto classificado, que tem ‘ambições europeias’, tudo fez para sair do Funchal com um resultado positivo, mas esbarrou na organização e na garra da equipa insular.
 

Numa primeira parte muito movimentada, o Nacional cedo chegou ao golo, à passagem dos sete minutos, num remate de Pedro Mendes que ainda desviou em André Amaro, antes de entrar da baliza, fora do alcance de Bruno Varela.
 

Aos 24 minutos, André André desferiu um potente remate que saiu sobre a barra, ameaçando o empate, e, no minuto seguinte, Pepelu, num rápido contra-ataque, ultrapassou Pedrão e rematou ao poste. Na resposta, Rúben Micael obrigou Bruno Varela a uma defesa apertada.
 

O jogo continuava aberto e, aos 34 minutos, o Vitória de Guimarães voltou a estar perto de marcar, num remate de Rúben Lameiras que apenas foi travado pela barra da baliza à guarda de António Filipe.
 

O Vitória de Guimarães retornou dos balneários determinado a dar a volta ao resultado negativo e, aos 48 minutos, na marcação de um livre, Edwards testou a atenção de António Filipe.
 

Apesar da pressão dos visitantes, o Nacional mantinha-se uma equipa compacta e muito competitiva e, aos 51 minutos, Alhassan cabeceou para uma boa intervenção de Bruno Varela.
 

A perder, o treinador Bino Maçães arriscou tudo, lançando as unidades de cariz mais ofensivo que tinha ao seu dispor, mas o Nacional, sempre muito organizado, foi contrariando a maior propensão ofensiva do Vitória de Guimarães.
 

E foi mesmo o Nacional que teve uma boa oportunidade para dilatar à vantagem aos 89 minutos, por Bryan Róchez, valendo, em duas ocasiões, a intervenção de Bruno Varela fora da sua área.

Deixa o teu comentário