Braga, sábado

Guerreiras procuram pleno na Champions feminina

Desporto

13 Agosto 2019

Redação

Guerreiras do Minho realizam hoje o último jogo desta fase da Liga dos Campeões e, apesar do apuramento estar confirmado, não querem deixar de conquistar o pleno de vitórias na prova, procurando o terceiro triunfo no terceiro jogo.

Manter o foco e procurar a terceira vitória em três jogos disputados. É este o objectivo da equipa feminina do Sporting Clube de Braga para o jogo de hoje, o terceiro desta fase inicial da Liga dos Campeões, em que vai defrontar a equipa da casa, o Rigas FS.

Depois de dois triunfos sobre Sturm Graz (2-0) e Apollon Limassol (1-0), o apuramento para os 16 avos-de-final da competição, que era a meta principal das Guerreiras do Minho, ficou assegurado. No entanto, a equipa orientada por Miguel Santos não quer facilitar e quer continuar a fazer história, procurando, por isso mesmo, a conquista do terceiro triunfo de maneira a completar o pleno de vitórias nesta fase da competição.

E é mesmo essa a mentalidade que existe no seio do plantel arsenalista, como referiu Inês Maia, na antevisão da partida.

“Vamos manter o foco e a mesma intensidade. Temos realizado um trabalho de recuperação, sendo que temos feito muitos jogos num curto espaço de tempo. Mas iremos apresentar-nos fortes e capazes de realizar o nosso jogo”, considerou a jogadora apontando ao triunfo sobre a formação letã.

Por sua vez, a avançada Laura Luís também realizou a antevisão da partida, afirmando que a equipa quer apresentar-se no seu melhor, de maneira a conseguir esse objectivo de três vitórias em três jogos, algo nunca conseguido por uma equipa portuguesa. “Queremos apresentar-nos novamente fortes, porque o objectivo principal já foi cumprido, mas agora temos o próximo objectivo, que é ganhar os três jogos e também fazer história porque nunca ninguém conseguiu fazer isso em Portugal. Vamos apresentar-nos da melhor forma possível para lutar por esse objectivo”, afirmou a experiente jogadora arsenalista.

Quanto ao adversário que vão ter pela frente, é, teoricamente, o mais fácil do grupo (soma duas derrotas, sendo a primeira por 10-0 frente ao Apollon Limassol e a segunda por 4-0 com o Sturm Graz), mas chega a este jogo com o orgulho ferido, uma vez que procura somar o primeiro triunfo para dar uma prenda aos seus adeptos. Mas de qualquer forma, a atleta do SC Braga só aponta ao triunfo como meta.

“Esperamos talvez um adversário de orgulho ferido porque ainda não ganhou qualquer jogo e ainda por cima é a equipa da casa. Creio que se vão apresentar a jogar de forma mais defensiva, procurando não sofrer golos , mas nós temos que estar preparadas para isso e para fazer golos para vencer o jogo”, finalizou Laura Luís.

O duelo entre as Guerreiras do Minho e o Rigas FS, que encerra a participação do SC Braga nesta fase da Liga dos Campeões, realiza-se hoje a partir das 16 horas portuguesas.