Braga, segunda-feira

Guerreiros de Minho no Olimpo para garantir passagem

Desporto

02 Dezembro 2020

Redação

SC Braga aterrou ontem na Grécia, onde amanhã luta pelo apuramento para a próxima fase da Liga Europa. Minhotos só dependem de si.

O relógio marcava 15 horas quando o avião que transportava a comitiva do Sporting Clube de Braga descolou do aeroporto do Porto, rumo a Atenas, onde os Guerreiros do Minho defrontam amanhã a equipa do AEK, cientes de que, para não dependerem de terceiros para arrumar já as contas, só uma vitória interessa.

 

O empate até pode chegar, desde que, no outro jogo do grupo G o Zorya não vença na recepção ao Leicester.


A viagem desde o Porto até Atenas, que decorreu de forma tranquila, durou cerca de três horas e 45 minutos e, na comitiva, estavam os 24 jogadores convocados por Carlos Carvalhal (ver quadro ao lado), a equipa técnica, restante staff, presidente e elementos da estrutura, bem como alguns jornalistas.


Ao pisar solo helénico, a comitiva lusa deparou-se com temperaturas baixas, a rondar os 9 graus, algo que se deverá manter nos próximos dias.


Desde o aeroporto internacional de Atenas até à unidade hoteleira onde os guerreiros do Minho ficaram instalados foram cerca de 30 minutos de viagem.


A estadia na capital grega prolonga-se até à próxima sexta-feira, dia em que o SC Braga regressa a Portugal, ficando em Lisboa para jogar, no Domingo, com o Belenenses SAD, para a I Liga. Pelo meio, há esse tal jogo com o AEK, na quinta-feira (17.55 horas), que pode ser decisivo nas contas finais do grupo G da Liga Europa.


Os 24 nomes habituais com uma troca na lista dos guarda-redes


Carlos Carvalhal não surpreendeu na hora da divulgação da lista de 24 convocados para a viagem à Grécia, onde amanhã o SC Braga defronta o AEK, equipa que, na primeira volta, em Braga, os guerreiros venceram por 3-0. Ora, a nota de maior destaque acaba por ser a inclusão do guarda-redes Rui Ribeiro, de 20 anos, habitual presença nos sub-23, que foi chamado por troca com Lukas Hornicek - que viajara para a Ucrânia e Inglaterra. Esta chamada acontece no mesmo sentido das anteriores de Hornicek. Apesar de não estar inscrito, Rui Ribeiro terá a oportunidade de tomar o pulso às dinâmicas das viagens europeis e contactar ainda mais de perto com os restantes jogadores do plantel principal.
 

Guarda-redes: Matheus, Tiago Sá, Rogério e Rui Ribeiro
Defesas: Zé Carlos, Esgaio, Sequeira, Tormena, Raul Silva, David Carmo e Bruno Vian
Médios: Al Musrati, Castro, André Horta, João Novais e Fransérgio
Avançados: Galeno, Iuri Medeiros, Abel Ruiz, Schettine, Hernâni, Paulinho, Rodrigo Gomes e Ricardo Horta
 

Carlos Carvalhal e um jogador fazem hoje a antevisão
 

O dia de hoje ficará marcado pela conferência de imprensa de antevisão do duelo de amanhã. Assim, às 17.30 horas (portuguesas), Carlos Carvalhal e um jogador vão perspectivar o jogo com o AEK.


Depois, às 18 horas, a equipa fará o habitual treino de adaptação ao relvado e à iluminação artificial do Estádio Olímpico de Atenas.
 

“Estão a matar o futebol, e isso... nunca iremos permitir”
 

Na ‘Voz da Legião’ desta semana, o SC Braga aponta o dedo, novamente, ao Governo e à DGS, por não ser, ainda, possível, contar com adeptos nas bancadas.


“Parece-nos evidente que 3 mil pessoas num espaço destinado a 30 mil dará totais e inequívocas garantias de distanciamento social, algo amplamente demonstrado (...) no encontro com o AEK. Aliás, Braga em particular e Portugal no geral já provaram (...) que estão mais do que capacitados para reabrirem as portas dos estádios”, assinala o clube minhoto, que deixa o exemplo inglês como algo a seguir. “A partir desta semana permitirá a entrada de até 4 mil pessoas nos estádios localizados em zonas de menor impacto da Covid-19. Em Portugal não poderíamos fazer o mesmo?”, questiona-se. “Não podemos deixar que continuem a separar-nos do nosso coração, da nossa alma: dos nossos adeptos. Estão a matar o futebol e isso... nunca iremos permitir”.

Deixa o teu comentário