Braga, segunda-feira

Há 14 anos que vários grupos semeiam alegria ao som dos cantares de reis

Regional

06 Janeiro 2020

Redação

XIV Encontro de Cantares de Reis encheu ontem o auditório da sede da Junta de Freguesia, em Celeirós. Ao palco subiram cinco grupos, quatro deles da União de Freguesias de Celeirós, Aveleda e Vimieiro, cantando para preservar esta tradição.

“Os reis para serem cantados tem de ser com alegria”. E foi com alegria que cinco grupos deram voz, ontem, em Celeirós, ao XIV Encontro de Cantares de Reis.


Organizado pelo Grupo Folclórico “Semear Alegria”, de Celeirós, o XIV Encontro de Cantares de Reis encheu o auditório da sede da Junta de Freguesia da União de Celeirós, Aveleda e Vimieiro.
 

Ao palco subiram, este ano, além do grupo organizador, o Grupo Folclórico Santa Maria de Aveleda; o Grupo Folclórico de Macada Vimieiro; o Grupo Folclórico Santo André, de Gondizalves, e o Grupo Típico Voz do Povo, de Celeirós.


A assistir estiveram o presidente da Junta, Manuel Oliveira, acompanhado por outros elementos do executivo local; a vereadora da Cultura do Município de Braga, Lídia Dias, e o seu adjunto, Rui Ferreira.


Para Lídia Dias, o facto de ser a 14.ª edição deste encontro “mostra a dinâmica das colectividades e do grupo organizador em particular”.
 

A vereadora da Cultura realçou que “são tradições que devemos continuar a passar aos mais novos” evidenciando o papel dos grupos participantes.


Lídia Dias agradeceu a actividade desenvolvida pelos vários grupos culturais, não só nos cantares de reis, mas ao longo de todo o ano.


Neste contexto, a responsável pelo pelouro da Cultura enalteceu a Junta de Freguesia de Celeirós pelo apoio que dá ás colectividades, lembrando que o Município está atento às instituições que estão no terreno, mas salvaguardando o papel das juntas de freguesia pela proximidade.


O presidente da Junta de Freguesia congratulou-se por ver subir ao palco os três grupos folclóricos da União de Freguesias e, a par dos votos de Bom ano para todos, comprometeu-se “a tentar proporcionar o melhor para todos”.


O presidente da Associação Cultural e Recreativa Semear Alegria, José Araújo, garantiu que o encontro de cantares de reis é um evento para continuar e que já faz parte do cartaz cultural da freguesia.


José Araújo agradeceu a presença do público, sublinhando que o encontro “só faz sentido se o público aderir e continuar a encher o auditório”.


O dirigente deu conta que a aposta da associação para o biénio é melhorar o grupo folclórico e tentar cativar mais jovens.

Deixa o teu comentário