Braga, sábado

Há três mil vagas no ensino superior para alunos que concorrem à 3.º fase

Nacional

22 Outubro 2020

Lusa

Os alunos que concorrem à 3.º e última fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES) têm quase três mil vagas disponíveis, especialmente em cursos dos institutos politécnicos.

As candidaturas à 3.º fase do CNAES começam hoje e há 2.939 vagas, segundo dados divulgados pelo Ministério da Ciência Tecnologia e Ensino Superior (MCTES), que volta a reafirmar que este ano letivo os novos alunos deverão rondar os 95 mil.
 

É nos institutos politécnicos que se encontra a grande maioria das vagas (2116 lugares), à semelhança do que já aconteceu na 2.º fase.
 

O Instituto Politécnico de Coimbra disponibilizou 303 lugares para alunos que agora queiram concorrer ao ensino superior, seguindo-se o de Bragança (259), Viseu (256) e da Guarda (244).
 

O Politécnico de Bragança foi a instituição de ensino superior que na 1.º fase ficou com mais vagas por preencher: Dos 2.160 lugares só foram ocupados metade.
 

Também os politécnicos de Viseu e da Guarda foram dos menos procurados, surgindo também no top das instituições com mais vagas por preencher, com 484 e 512 lugares, respetivamente.
 

Mas também existem politécnicos para onde não é possível concorrer agora, porque não abriram vagas: São o Instituto do Cavado e do Ave e as escolas superiores de enfermagem de Lisboa e de Coimbra.
 

Já a Escola Superior de Enfermagem do Porto apresenta quatro vagas.
 

Entre as universidades, as que disponibilizam mais vagas são a do Algarve (121) Beira Interior (96) Porto (83), Coimbra (81) e a Universidade de Lisboa (80 vagas).
 

As candidaturas decorrem entre hoje e dia 26 de outubro, estando previsto que os resultados desta fase do CNAES sejam divulgados na próxima sexta-feira, a 30 de outubro.
 

Segundo estimativas do MCTES, deverá haver um aumento de mais de 10 mil novos alunos no ensino superior, passando dos cerca de 84 mil que entraram no passado ano letivo para os cerca de 95 mil novos alunos que agora são esperados.
 

Estes números têm em conta os estudantes que entram através do CNAES mas também através de outras formas de ingresso no sistema público, em formações curtas - cursos técnicos superiores profissionais, cTESP- e ingresso no sistema privado.
 

Na primeira fase do CNAES concorrem cerca de 62 mil estudantes, tendo ficado colocados quase 51 mil. No entanto, apenas 46.372 (91%) efetuaram a matrícula e inscrição.
 

Já na 2.º fase entraram quase 10 mil alunos (9787), com pouco mais de cinco mil a conseguir um lugar no ensino superior politécnico e 4.534 no ensino universitário.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho