Braga, quarta-feira

INL lidera projeto de 1,5 ME de apoio a empresas em contexto de Inovação Aberta

Regional

20 Julho 2020

Redação

O Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL) vai liderar um projeto de 1,5 milhões de euros de fundos europeus para apoiar empresas em contexto de Inovação Aberta, anunciou aquele instituto sediado em Braga.

O Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL) vai liderar um projeto de 1,5 milhões de euros de fundos europeus para apoiar empresas em contexto de Inovação Aberta, anunciou aquele instituto sediado em Braga.

O projeto liderado pelo INL venceu concurso europeu ao abrigo do programa INNOSUP do Horizonte 2020, que tem como objetivo "testar novas abordagens para um melhor apoio à inovação através do financiamento a agentes de inovação".

A Inovação Aberta, explica o texto, tornou-se, desde 2015, "numa aposta da Comissão Europeia, que vê neste modelo colaborativo uma forma de as empresas reduzirem riscos financeiros e alcançarem de forma mais rápida uma vantagem competitiva".

Segundo o INL, entre as dezenas de candidatos a concurso, o consórcio liderado pelo INL foi o escolhido para desenvolver um projeto que vai apoiar empresas de todo o continente europeu, através da aplicação prática do princípio da Inovação Aberta, através da qual as empresas procuram, externamente, ideias e tecnologias que possam ser integradas nos seus processos internos de inovação.

Até 2023, a rede PITCCH, nome escolhido para o projeto, vai ser capaz de construir um ecossistema europeu de apoio ao desenvolvimento da capacidade de inovação industrial.

Desta forma, aponta o INL, o projeto vai "pôr em contacto duas realidades empresariais distintas - Pequenas e Médias Empresas (PME) e Multinacionais - de modo a acelerar a cocriação de inovações de vanguarda, baseadas em tecnologias avançadas".

A rede PITCCH vai ter como "principal suporte uma plataforma online para o lançamento de desafios tecnológicos pelas Multinacionais e onde será desenvolvida uma colaboração estruturada entre elas e as PME, tendo os Centros Tecnológicos como intermediários do processo", lê-se.

No texto, o INL enumera que estas colaborações têm como objetivo "fortalecer as capacidades industriais e a competitividade das empresas Europeias com foco nos eixos de Digitalização da Indústria, Transformação Digital, Saúde, Alterações Demográficas e Bem-estar, Segurança Alimentar, Agricultura Sustentável e Bioeconomia, Energia Eficiente, Segura e Limpa, Transportes Inteligentes, Verdes e Integrados, e ainda Ação Climática, Eficiência na utilização de recursos e matérias-primas.

O consórcio deste projeto é composto pelos parceiros: INL (Internacional), TNO (Holanda), RINA (Itália), S2i (Alemanha), Vitamina (Portugal).

As informações sobre a primeira rede europeia de Inovação Aberta podem ser consultadas no sitio oficial do projeto (https://pitcch.eu/).

O lançamento da plataforma de colaboração empresarial está previsto para o início de 2021.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho