Braga, sexta-feira

Inovação põe turismo e ambiente a dar as mãos

Regional

04 Fevereiro 2020

Redação

Concurso Inovação Aberta premiou projecto que desafia os turistas a apoiar projectos ambientais locais para mitigar a própria pegada carbónica.

Uma plataforma que calcula a pegada ambiental associada à deslocação de cada turista e que possibilita a cada turista mitigar essa pegada contribuindo para projectos ambientais locais, escolhendo o projecto que quer ajudar a financiar. Foi esta proposta que cativou o júri do concurso “Inovação aberta” promovido pelo Município de Braga com a parceria da Associação Comercial de Braga (ACB) no âmbito da estratégia de turismo ‘Visit Braga’.

A ideia ‘ActNow’, submetida pela Bonus Itineris - Cooperativa de Qualificação Turística e Territorial - e premiada com cinco mil euros, foi ontem divulgada em mais uma sessão temática “Conhecer Braga para melhor divulgar” que juntou cerca de seis dezenas de pessoas ligadas aos sectores do turismo, hotelaria, restauração e animação turística no Museu Nogueira da Silva. O vereador do Turismo no Município de Braga, Altino Bessa, congratulou-se com os resultados da primeira edição do concurso “Inovação aberta” e com a adesão de dez propostas.

O júri entendeu ainda atribuir uma menção honrosa a um projecto que propõe a sinalização turística de Braga através de cinco circuitos e que foi apresentado pelo ‘Your Tours’. “Tenta-mos ouvir a sociedade civil, os empresários, as cooperativas, todos os que tenha ideias e possam acrescentar algo à estratégia de desenvolvimento turístico de Braga” afirmou o vereador da tutela.
Altino Bessa destacou o interesse dos projectos submetidos, evidenciando que alguns excediam o valor estipulado.

Sobre a proposta vencedora, o vereador do Turismo realça o carácter inovador na medida em que visa a responsabilização ambiental dos turistas.

“O turista sabe que traz atrás de si uma pegada ambiental e tem a oportunidade de compensar a sua pegada em projectos locais, contribuindo com um valor que é calculado pela plataforma em função das emissões de carbono da sua deslocação” refere Altino Bessa que defende é um projecto que merece esta oportunidade de implementação.

O vereador salvaguarda que a adesão do turista é um acto voluntário, não é a aplicação de nenhuma taxa”.

O presidente da ACB, Domingos Macedo Barbosa, felicitou o Município pela iniciativa do concurso e destaca o envolvimento das agentes do sector e “pô-los a dizer o que querem para encontrar as melhores soluções para os vários sectores e para alavancar investimentos com ideias novas”.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho