Braga, segunda-feira

IPCA ganha laboratório colaborativo e multiusos em Barcelos

Regional

18 Dezembro 2020

Redação

O Município de Barcelos vai adquirir um terreno com 33.200 metros quadrados para a ampliação do campus do Instituto Politécnico do Cávado e Ave (IPCA), visando a construção de um laboratório colaborativo e um pavilhão multiusos, foi hoje anunciado.

O Município de Barcelos vai adquirir um terreno com 33.200 metros quadrados para a ampliação do campus do Instituto Politécnico do Cávado e Ave (IPCA), visando a construção de um laboratório colaborativo e um pavilhão multiusos, foi hoje anunciado.

Segundo uma proposta aprovada em reunião do executivo e que agora terá de ser ratificada pela Assembleia Municipal, a aquisição do imóvel terá de ser “por um valor não superior a dois milhões de euros”.

O terreno situa-se na denominada Quinta do Patarro e vai permitir “ampliar e concretizar em pleno” o campus do IPCA, tal como está previsto na sua missão de participação no desenvolvimento económico e social do concelho de Barcelos e da região.

A disponibilização deste espaço permite ao IPCA desenvolver a sua atividade de ensino e de investigação no contexto atual do desenvolvimento tecnológico, “que exige uma efetiva parceria entre os centros de conhecimento e de ciência, como é o IPCA, as empresas e os trabalhadores, tendo em vista melhor qualificação e emprego”.

O laboratório criativo vai albergar o Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade, o 2Ai (Applied Artificial Intelligence Laboratory) e o ID+ (Instituto de Investigação em Design, Media e Cultura), todas com financiamento global já aprovado e atribuído, no valor de um milhão de euros.

Por outro lado, a construção de um espaço multiusos pretende dotar o concelho de Barcelos de uma infraestrutura “de grandes dimensões” que permita a realização de congressos e convenções, mostras e feiras temáticas, festivais e concertos, seminários e conferências e atividades culturais e desportivas.

Será também criada “uma grande área verde de utilização coletiva”.

“A aquisição deste terreno segue a política de investimentos do município na disponibilização de condições e de infraestruturas de apoio ao IPCA, desde a sua criação em 1994”, refere o comunicado.

Entre esses investimentos, destaca a disponibilização de espaços provisórios, a aquisição da quase totalidade dos terrenos necessários à construção das suas instalações e as obras de melhoria das acessibilidades ao campus, que atualmente se estende por uma área de 85 mil metros quadrados.

Por outro lado, a disponibilização deste espaço permite ao IPCA desenvolver a sua atividade de ensino e de investigação no contexto atual do desenvolvimento tecnológico, “que exige uma efetiva parceria entre os centros de conhecimento e de ciência, como é o IPCA, as empresas e os trabalhadores, tendo em vista melhor qualificação e emprego”.

Deixa o teu comentário