Irão ataca bases do grupo militante Jaish al-Adl no Paquistão – agência IRNA

Internacional

16 Janeiro 2024

Lusa

O Irão atacou hoje posições no Paquistão que afirma serem bases do grupo ‘jihadista’ Jaish al-Adl (“Exército da Justiça”, em árabe), revelou hoje a agência noticiosa iraniana IRNA.

Segundo a IRNA, o Irão utilizou nos ataques mísseis e ‘drones’ (aeronaves não tripuladas).
 

O Paquistão, que possui armas nucleares, não comentou, para já, o ataque iraniano.
 

O grupo jihadista tem reivindicado vários ataques e atentados na província do Sistão-Baluchistão, uma das mais pobres do Irão junto à fronteira com o Paquistão.
 

A região é palco de frequentes confrontos entre as forças da ordem, por um lado, e os rebeldes da minoria Baluchi, grupos radicais sunitas e traficantes de droga, por outro.
 

A 15 de dezembro, pelo menos 11 polícias foram mortos em Rask, num dos ataques mais mortíferos na região, reivindicado pelo Jaish al-Adl.
 

Formado em 2012 por antigos membros de uma organização sunita radical, o grupo é conhecido por ter reivindicado a responsabilidade pelo rapto de 12 polícias e soldados iranianos na mesma província, em outubro de 2018.
 

É na província de Sistão-Baluchistão que vive a maioria da minoria étnica Baluchi, que aderiu ao Islão sunita em vez do ramo xiita predominante no Irão.

Deixa o teu comentário