Braga,

João Pedro Sousa recusa-se a comparar Famalicão com Leicester

Desporto

26 Setembro 2019

Redação

O treinador do Famalicão, João Pedro Sousa, recusou-se hoje a comparar a sua equipa com a do Leicester, que, em 2015/16, conquistou inesperadamente o título inglês, deixando para trás os grandes.

O treinador do Famalicão, João Pedro Sousa, recusou-se hoje a comparar a sua equipa com a do Leicester, que, em 2015/16, conquistou inesperadamente o título inglês, deixando para trás os ‘grandes’.

O técnico da equipa líder do campeonato português aponta as diferentes circunstâncias dos dois clubes, bem como as diferentes realidades para que não lhe seja permitido pensar num cenário idêntico ao dos ingleses.

"É muito difícil. São realidades totalmente distintas, contextos completamente opostos. Não vamos fazer comparações, cairíamos em cenários irrealistas. Da mesma que forma que conhecemos cada vez melhor os adversários, os adversários também nos vão conhecer ainda mais, e vão tentar neutralizar-nos dentro da nossa ideia e filosofia”, referiu o treinador, na conferência de imprensa de antevisão à partida contra o Belenenses SAD.

Sobre o adversário na sétima jornada da I Liga portuguesa de futebol, João Pedro Sousa admitiu que está à espera de dificuldades, mas que a vitória é o único cenário para o qual a sua equipa trabalha.

“Vai ser um adversário seguramente complicado, que vai apresentar novos problemas. Tem jogadores de perfis diferentes dos do último adversário. Temos que alterar comportamentos, dinâmicas, mas a filosofia mantém-se. Agora esperamos uma equipa competitiva que gosta de assumir o jogo e com ideias arrojadas. Vamos tentar contrariar isso e assumir o jogo e tentar vencer", explicou.

Apesar do início de campeonato quase exemplar, João Pedro Sousa garantiu que a equipa não se deixa deslumbrar pela liderança e confessou um momento que aconteceu na viagem para casa depois de vencer o Sporting por 2-1, em Alvalade, na última jornada.

"Falei com os jogadores na viagem e estavam todos contentes. Dentro do balneário, ainda em Alvalade, e na viagem de regresso, ouvi uma palavra que me deixou muito feliz: Belenenses. Isto mostra a mentalidade da equipa dentro e fora do balneário", afirmou.

A equipa trabalha sempre a pensar nas vitórias e esse espírito ajuda a alcançar os objetivos.

“Nos melhores sonhos, pensei que em 18 pontos possíveis iria ter 16. O nosso dia-a-dia leva-nos a pensar sempre na vitória. Trabalhamos sempre para ganhar. Nunca para perder ou para empatar. Claro que sabemos que há adversários muito competentes e que há risco de perdermos ou empatarmos o jogo. Mas, vamos sempre com a ideia de ganhar. Felizmente, as coisas têm corrido bem. Agora é continuar com esta dinâmica e vontade de obter resultados positivos", finalizou.

O Famalicão, líder isolado do campeonato, recebe o Belenenses SAD, no 14.º lugar, no sábado, às 21:30 horas, no Estádio Municipal de Famalicão, em jogo a contar para a sétima jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Deixa o teu comentário