Braga, terça-feira

Lendas do SC Braga mataram saudades

Desporto

27 Abril 2020

Redação

Quarteto fantástico deixou muitas saudades aos adeptos e sócios bracarenses. Karoglan, Artur Jorge, Zé Nuno Azevedo e Quim recordaram os tempos de Guerreiros.

Quatro glórias, quatro lendas, quatro hinos ao futebol, quatro ídolos de muitas e muitas infâncias (agora ídolos dos mais velhinhos que os viram jogar no mítico Estádio 1.º de Maio).

A rúbrica ‘Duas de Letra’, que o SC Braga tem vindo a organizar em tempos de isolamento social, juntou ontem, virtualmente, quatro míticos ex-Guerreiros do Minho que muitas saudades deixaram: o ‘matador’ avançado Karoglan, o ‘durão’ defesa central Artur Jorge, o rapidíssimo lateral Zé Nuno Azevedo e o sempre impressionante guardião Quim. Um verdadeiro quarteto fantástico que muitas alegrias proporcionou aos sócios, adeptos e simpatizantes arsenalistas que os viram jogar no mítico estádio bracarense.

Reunidos pelo clube, os quatro resPonderam às perguntas dos adeptos e contaram algumas das histórias e peripécias que viveram, dando também a sua opinião quanto à actualidade do clube e o crescimento que evidencia desde o tempo em que vestiram a velhinha camisola, até aos dias de hoje.

Zé Nuno Azevedo possui ainda um registo exemplar e que não será fácil de bater, sendo o jogador com mais jogos como Guerreiro do Minho: “É uma honra ser um dos jogadores com mais jogos disputados pelo SC Braga. Uma questão de orgulho. Não está ao alcance de toda a gente. Mas é preciso sorte também. O Quim não tem mais jogos do que eu devido a uma grave lesão que teve no seu regresso ao Braga. Tenho muito orgulho no que fiz na minha carreira de futebol e jogar 11 anos num clube com a dimensão do SC Braga é mesmo uma questão de enorme orgulho para mim”.

Por sua vez, Quim foi claro ao afirmar “tudo o que fui como jogador de futebol devo ao Braga” e ao considerar o Estádio 1.º de Maio como a casa dos bracarenses.

Artur Jorge, ainda ligado à estrutura do clube agora como treinador, recordou também uma história bonita de uma eliminatória nas competições europeias:”Foi uma fase muito bonita da nossa carreira, em que o Braga regressa às competições europeias depois de vários anos. No jogo lá perdemos 2-1. No jogo de cá, o Zé Nuno ganha um penálti, o Karoglan outro e eu marquei os dois”.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho