Braga, segunda-feira

Lídia Dias e Francisco Mota fora da Concelhia do CDS-PP

Regional

10 Fevereiro 2020

Redação

Altino Bessa continua a liderar a Comissão Política Concelhia de Braga do CDS-PP. As eleições realizaram-se ontem, mas apenas com uma lista. As eleições autárquicas de 2021 são o grande foco.

Altino Bessa continua a liderar a Comissão Política Concelhia de Braga do CDS-PP. As eleições realizaram-se ontem, mas Altino Bessa concorreu em lista única, sob o lema ‘Compromisso com as Pessoas’, na qual, o nome da actual vereadora da Câmara Municipal de Braga, Lídia Brás Dias, não aparece, nem tão pouco o de Francisco Mota. As eleições autárquicas de 2021 são o grande foco do líder do CDS-PP de Braga, apontando para a renovação de uma candidatura em nome da coligação ‘Juntos por Braga’.

Ao todo foram 108 os votantes, tendo 104 votado a favor da lista apresentada, registando-se três votos brancos e um nulo.

Na lista de Altino Bessa, o deputado municipal do CDS-PP, João Medeiros, surge como n.º 2 e Luís Pedroso, actual presidente da União de Freguesias de Maximinos, Sé e Cividade surge como um dos primeiros da lista.

Epifânia Oliveira, ex-assessora da actual vereadora da Cultura da Câmara de Braga e que passou a assessora de Altino Bessa depois da saída de Francisco Mota, é o nome da primeira mulher que surge na lista em 7.º lugar.

Ao ‘Correio do Minho’, o líder da Concelhia de Braga do CDS- -PP afirmou que esta lista conta com “ainda mais pessoas” e com uma “renovação de 30 por cento” comparativamente com a lista que foi apresentada há dois anos.

Altino Bessa acrescenta ainda que se registou uma “angariação” de novos militantes para o partido da sociedade civil. “São pessoas que se identificam com a nossa presença no executivo municipal, pela nossa visibilidade e respeitabilidade alcançada, nomeadamente com as nossas posições que se demarcaram em termos locais, distritais e nacionais; assumindo inclusivamente posições nacionais de discordância com o partido a nível nacional”, assinalou o responsável.

Outro dos objectivos definidos pelo presidente da concelhia de Braga do CDS-PP é “reforçar a nossa presença nos vários órgãos locais, nas Assembleias de Freguesia e na Assembleia Municipal”, referindo que o partido tem mais pensamento crítico para integrar mais elementos naqueles órgãos.

“Nesta lista há pessoas que não aparecem, mas, no momento próprio, serão os órgãos do partido a determinar quem vão ser as pessoas adequadas para os lugares, porque os lugares não são pessoais, tal como o meu não é pessoal. Estes são lugares de representação do partido e o partido é que decide quem são as pessoas que o devem representar”, frisou.

Altino Bessa indicou, ainda, que só quando se estiver mais próximo das eleições autárquicas é que se decidirão quem são as pessoas escolhidas pelo par-tido para os lugares de representação.

Deixa o teu comentário