Braga, quarta-feira

Livro revela história das Bandas de Música locais

Regional

12 Julho 2019

Redação

Bandas de Música em Braga nos séc. XIX e XX é o tema do livro da autoria da professora da UMinho Elisa Lessa que será apresentado hoje.

É apresentado hoje, no âmbito da Feira do Livro de Braga, o livro ‘As Bandas de Música em Braga nos séc. XIX e XX’, da autoria de Elisa Lessa, professora associada da Universidade do Minho. A apresentação pelas 21.30 horas, no Espaço Tertúlia da Feira do Livro, e resulta de apuradas investigações de musicologia histórica do património musical do concelho de Braga, sendo editada pela Câmara Municipal de Braga.

Devido à relevância que as Bandas de Música assumiam no património cultural do concelho, esta apresentação constituirá também uma oportunidade para promover uma sessão de história local, na linha das que têm sido desenvolvidas no âmbito do projecto ‘À Descoberta de Braga’.

É reconhecido que, em Braga, não havia festa religiosa, procissão, arruada, ou importante cerimónia pública que não tivesse a actuação da banda musical. As bandas de música integravam, portanto, manifestações artístico-musicais colectivas associadas a actividades militares, políticas, religiosas e de lazer e estavam intrinsecamente ligadas às festividades e celebrações religiosas e cívicas.

A partir da investigação patente no livro, serão referidos dados sobre a história das bandas do concelho de Braga nos finais do século XIX e princípios do século XX, que tinham uma intensa actividade musical protagonizada em grande parte por bandas de assinalável qualidade que disputavam entre elas o primeiro plano: como a Banda Militar do Regimento de Infantaria 8, Banda da Oficina de S. José, Banda do Colégio dos Órfãos de S. Caetano, a Philarmonica Bracarense, conhecida como a Banda dos Paivas ou a Banda dos Bombeiros Voluntários. Há ainda notícias de outras bandas na cidade e nos arredores nomeadamente a Banda Musical de Cabreiros (a única banda activa no concelho de Braga).

O lançamento deste livro e esta sessão de história local constituirão, certamente, mais uma oportunidade para todos os interessados aprofundarem os seus conhecimentos relativos ao rico património musical bracarense.