Braga, quinta-feira

Luís Freire quer vencer Gil Vicente e alcançar a primeira vitória caseira

Desporto

07 Novembro 2020

Redação

O técnico do Nacional, Luís Freire, deseja vencer na receção ao Gil Vicente, em jogo da sétima jornada da I Liga portuguesa de futebol, e alcançar a primeira vitória caseira na prova.

O técnico do Nacional, Luís Freire, deseja vencer na receção ao Gil Vicente, em jogo da sétima jornada da I Liga portuguesa de futebol, e alcançar a primeira vitória caseira na prova.

O Nacional ainda não venceu no seu estádio, somando três empates, frente ao Boavista (3-3), Belenenses (0-0) e Paços de Ferreira (1-1).

“A vitória em casa é o que falta, para confirmarmos um arranque bom. Já ganhámos fora e ainda não perdemos em casa”, afirmou Luís Freire, mostrando-se esperançado em alcançar o triunfo face ao conjunto de Barcelos.

O treinador espera, contudo, dificuldades ante o Gil Vicente, apesar de o adversário na sétima ronda estar três pontos atrás na tabela classificativa.

“Para que isso aconteça, é importante termos uma grande capacidade de trabalho e uma grande resiliência, estando todos muito envolvidos no jogo e em ser uma verdadeira equipa. Temos de ser humildes, porque o adversário também tem valor, mas com fome de ganhar, porque, ganhando, ficamos numa boa posição”, afirmou o técnico dos insulares.

Apesar dos últimos desfechos do Gil Vicente não terem sido os melhores, dois empates e três derrotas, Luís Freire não espera um adversário fragilizado.

“Espero um adversário que tem mostrado muito valor. Já jogou contra o FC Porto e o Sporting. É uma equipa muito organizada defensivamente e que gosta de construir o seu jogo", analisou, pedindo um Nacional “forte em todos os momentos do jogo".

O internacional moçambicano Witi volta a estar ao dispor, depois de ter cumprido castigo, e Luís Freire mostra-se agradado por esse facto, embora o desvalorize.

"Inovámos contra o Marítimo, mas a equipa deu uma belíssima resposta, principalmente a nível defensivo", afirmou, reconhecendo, todavia "que quando mais opções melhor".

A concluir, assegurou que o Nacional está a "disputar todos os jogos ombro a ombro com todas as equipas", desejando que a equipa "continue nesse caminho".

Luís Freire confirmou ainda a indisponibilidade para esta partida de João Vigário e Francisco Ramos, ambos ainda a recuperar da infeção de covid-19.

O Nacional, 10.º, com sete pontos, recebe domingo no Estádio da Madeira, a partir das 15:00, o Gil Vicente, 15.º, com cinco pontos, em partida relativa à sétima jornada da I Liga portuguesa de futebol, que será arbitrada por Fábio Melo da AF do Porto.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho