Braga, quinta-feira

Mais 31.500 euros para apoiar empresas e proteger o emprego de Cabeceiras de Basto

Economia

17 Abril 2021

Redação

Soma já 168 mil euros o montante concedido ela autarquia no âmbito do programa #CabeceirasCuida, abrangendo um total de 146 empresas que garantem o emprego a 228 pessoas.

A autarquia de Cabeceiras de Basto concedeu mais 31.500 euros a três dezenas de empresas e/ou empresários em nome individual que dão emprego a 38 trabalhadores, no âmbito das candidaturas ao Programa #Cabe- ceirasCuida (Medida de Apoio a Fundo Perdido - Eixo 1 – Apoio Extraordinário às Empresas). Até à data já foram entregues pela autarquia local apoios no montante global de 168 mil euros a um total de 146 empresas que empregam 228 pessoas, estando em processo de análise várias dezenas de outras candidaturas. Também no âmbito do Fundo de Apoio Social às Famílias, o presidente da câmara de Cabeceiras de Basto entregou esta semana um apoio a uma família com comprovada quebra temporária dos seus rendimentos de trabalho, devido à pandemia.
 

O Fundo de Apoio Social, renovado até 30 de Junho 2021, com um montante de 50 mil euros, destina-se a apoiar as famílias residentes em Cabeceiras de Basto que comprovem quebra temporária dos seus rendimentos de trabalho entre Março de 2020 e o mês anterior ao da apresentação da candidatura, e que dessa quebra resulte um rendimento mensal médio per capita igual ou inferior ao valor do indexante do IAS (438,81 euros, em 2020).
 

O cálculo do apoio financeiro a conceder será obtido através do resultado mensal correspondente a 20% do valor da renda da habitação permanente ou da prestação mensal de crédito à habitação própria, acrescido de 20% dos custos médios da facturação de energia eléctrica da mesma habitação calculada entre os meses de Abril de 2020 e o mês anterior à apresentação de candidatura. Os apoios terão um limite máximo mensal de 100 euros que será multiplicado por quatro meses, apurando-se assim o apoio financeiro total a conceder. Para beneficiar desta medida, os requerentes deverão solicitar o apoio através de formulário próprio.


Os apoios extraordinários às empresas e às famílias a fundo perdido têm como objectivo minimizar as consequências da pandemia, acudindo a situações de emergência económica e empresarial.

Deixa o teu comentário