Braga, quarta-feira

Mais de 400 idosos em lares votaram antecipadamente a Norte para as presidenciais

Nacional

22 Janeiro 2021

Lusa

Mais de 400 idosos residentes em lares votaram antecipadamente na região Norte para as eleições Presidenciais de domingo, com os distritos do Porto e Braga a apresentar o maior número de votantes nesta modalidade instituída devido à covid-19.

No concelho do Porto, a entrega e recolha dos boletins de voto antecipado decorreu em 18 lares residenciais, numa operação que mobilizou 15 equipas de voluntários e na qual participaram 175 eleitores, indicou à Lusa fonte da autarquia.
 

Em Bragança, a Câmara apenas forneceu dados sobre a recolha de votos antecipados, sem diferenciar os votantes nos lares dos eleitores em confinamento e, em Vila Real, apenas um idoso utente de uma estrutura residencial se inscreveu para a recolha antecipada.
 

Já em Viana do Castelo, votaram em lares 80 munícipes, esclareceu a autarquia, apontando para um total de 164 votos antecipados, quando incluídos nos números os votantes em confinamento obrigatório devido à covid-19.
 

No concelho de Braga, foram recolhidos cerca de 150 votos em 12 lares, sendo o universo total de estruturas residenciais para idosos composto por 37 lares e 1.650 utentes.
 

Foi ainda recolhida uma centena de votos ao domicílio de eleitores confinados.
 

No concelho de Bragança inscreveram-se e votaram na modalidade de voto antecipado em confinamento um total de 68 eleitores, indicou à Lusa a Câmara.
 

A autarquia esclareceu que este número engloba “eleitores residentes em estruturas residenciais para idosos e em outras respostas dedicadas a pessoas idosas”, assim como outras pessoas que se encontravam em confinamento obrigatório no domicílio.
 

No concelho de Vila Real, apenas um idoso residente em lar pediu para votar antecipadamente.
 

O voto foi recolhido por uma equipa do município onde 22 pessoas confinadas nas suas habitações também solicitaram o voto antecipado.

Deixa o teu comentário