Braga, sexta-feira

Marcelo decidiu não fazer a tradicional mensagem de Ano Novo

Nacional

21 Dezembro 2020

Lusa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou hoje que decidiu não dirigir aos portugueses a tradicional mensagem de Ano Novo, por participar nos dias seguintes em debates como candidato presidencial.

Esta decisão foi anunciada através de uma nota publicada no portal da Presidência da República na Internet.
 

"Em 2021 as eleições estão previstas para 24 de janeiro, pelo que o dia 01 é bem antes do início da campanha eleitoral a 10 de janeiro. No entanto, o Presidente da República decidiu não dirigir a tradicional mensagem de Ano Novo aos portugueses, pois participa, na qualidade de candidato às eleições presidenciais, em debates com outros candidatos nos dias imediatos", lê-se na nota.
 

Nesta nota, refere-se que "a mensagem de Ano Novo do Presidente da República, no primeiro dia do ano, é uma tradição de muitas décadas, praticamente desde que há televisão em Portugal".
 

"Depois do 25 de abril, todos os cinco Presidentes da República eleitos depois da Constituição de 1976 dirigiram tais mensagens aos portugueses, com duas exceções, a dos presidentes da República Mário Soares e Jorge Sampaio, que não o fizeram respetivamente a 01 de janeiro de 1991 e a 01 de janeiro de 2001, pois se estava em pleno período de campanha eleitoral", assinala-se.
 

Essas duas eleições presidenciais, em que Soares e Sampaio foram reeleitos, realizaram-se na segunda semana de janeiro, respetivamente, em 13 de janeiro de 1991 e 14 de janeiro de 2001, com as campanhas eleitorais, portanto, a começarem oficialmente ainda no final do mês de dezembro.
 

Na nota hoje divulgada, refere-se que "o general Ramalho Eanes fez a tradicional mensagem a 01 de janeiro de 1981, mas já estava reeleito desde 07 de dezembro de 1980", enquanto, "já em 2011, em que as eleições presidenciais se desenrolaram a 23 de janeiro, o Presidente Cavaco Silva proferiu a mensagem a 01 de janeiro, portanto antes do início da campanha eleitoral".
 

Marcelo Rebelo de Sousa anunciou a sua recandidatura ao cargo de Presidente da República no dia 07 de dezembro, depois de ter marcado em 24 de novembro a data das eleições presidenciais para 24 de janeiro de 2021.
 

A campanha eleitoral oficial para estas eleições decorrerá entre 10 e 22 de janeiro.
 

As primeiras eleições presidenciais após o 25 de Abril, para as quais a Constituição de 1976 estabelecia prazos especiais, associadas ao início e termo da primeira legislatura, em que Ramalho Eanes foi eleito e reeleito, realizaram-se, respetivamente, em 27 de junho de 1976 e 07 de dezembro de 1980.
 

Todas as outras foram em janeiro, nas seguintes datas: 26 de janeiro de 1986 (as únicas com uma segunda volta, que aconteceu em 16 de fevereiro de 1986), 13 de janeiro de 1991, 14 de janeiro de 1996, 14 de janeiro de 2001, 22 de janeiro de 2006, 23 de janeiro de 2011 e 24 de janeiro de 2016.

Deixa o teu comentário