Braga,

Membro da Frelimo morto a tiro no centro de Moçambique

Internacional

02 Outubro 2019

Lusa

Um grupo desconhecido baleou mortalmente na noite de terça-feira um líder de bairro pertencente à Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo, partido no poder), em Manica, centro do país, disse hoje a organização de observação eleitoral Sala da Paz.

O incidente ocorreu na zona de Paúnde, a três quilómetros do Posto Administrativo de Chiurairue, no distrito de Mossuriz, na província de Manica, centro de Moçambique, lê-se numa nota da Sala da Paz divulgada hoje pela internet.

"Passaram por aquela zona, no dia 30 de setembro, desconhecidos, a perguntarem quem eram os responsáveis da campanha da Frelimo, tendo na ocasião, sido listados pelo menos quatro nomes, incluindo o da vítima", lê-se na nota, que cita observadores da Sala da Paz no local.

A Lusa entrou em contacto com o porta-voz da polícia moçambicana em Manica, Mateus Mindú, que disse não estar por dentro do assunto, remetendo o comentário para quinta-feira.

Quando faltam poucas semanas para o escrutínio de 15 de outubro em Moçambique, embora em pequena escala, sobe o número de denúncias por parte de organizações de observação eleitoral de casos de violência nos últimos dias de campanha.

Na terça-feira, a plataforma de observação eleitoral Monitor, que agrega organizações da sociedade civil moçambicana, alertou para a utilização de jovens em grupos violentos que impedem partidos de realizar ações de campanha.

No dia 15, 12,9 milhões de eleitores moçambicanos vão escolher o Presidente da República, dez assembleias provinciais e respetivos governadores, bem como 250 deputados da Assembleia da República.

Deixa o teu comentário