Braga, quinta-feira

Mergulhar na leitura em dia quente na piscina municipal das Parretas

Diversos

23 Agosto 2019

Redação

Projecto PI FLU convida a mergulhar na leitura. Ontem, Os três porquinhos ajudaram a animar a tarde na piscina municipal das Parretas. É assim todas as quintas-feiras, numa iniciativa elogiada pelos veraneantes e pelos parceiros.

A desfrutar de mais um dia na piscina municipal das Parretas, em Braga, com a mãe, a pequena Letícia, de quatro anos, já tinha peguntado se não havia história. Por isso, quando viu entrar os actores da Mala D’ Arte a pequena Letícia sentou-se logo na relva pronta para assistir à leitura encenada.


Com o calor intenso que ontem se fez sentir, o dia estava mais convidativo a banhos do que a leituras, mas na piscina municipal das Parretas é possível conciliar as duas coisas.

Todas as quintas-feiras, até à primeira semana de Setembro, a piscina municipal das Parretas é palco do projecto ‘PI-FLU’ que convida a mergulhar na leitura.


Ontem, os mais novos puderam assistir à leitura encenada de “Os três porquinhos”protagonizada pelo grupo de teatro Mala D’ Arte, parceiro do projecto PI-FLU, que junta a Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva (BLCS), duas juntas de freguesia e o pelouro do Desporto e Juventude do Município de Braga.


Dinis e Francisca também trocaram a frescura da água da piscina pela sombra de uma árvore para ajudar a dar vida a dois dos porquinhos da história.


Ao “Correio do Minho” a mãe de Letícia explicou que a filha já assistiu a uma das leituras encenadas na companhia do avô e, por isso, quis saber, se a iniciativa se repete.


Esta mãe elogia o projecto que “proporciona momentos diferentes a quem está na piscina”, sobretudo aos mais novos além de cativar para a leitura.


O presidente da Junta da União de Freguesias de Real, Dume e Semelhe, Francisco Silva, também acredita que “as leituras encenadas cativam e levam as crianças a ler”, justificando a adesão ao projecto ‘Pi-FLU - Mergulha na leitura’ logo que ele foi apresentado pela BLCS.

Nesta União de Freguesias, são abrangidas pelo projectos as piscinas municipais de Dume e das Parretas, nesta última em parceria ainda com a Associação de Moradores das Parretas e com a Associação de Pais da Escola Básica das Parretas.


“As crianças já se habituaram à regularidade das leituras encenadas e já perguntam” confirma o autarca.


Além das leituras encenadas, o projecto disponibiliza livros e revistas para quem quer ler na piscina.


Da parte da Associação de Moradores das Parretas, o balanço também é positivo, garante um dos dirigentes.


Francisco Silva lembra que foi por iniciativa das duas colectividades que o projecto se estendeu à piscina das Parretas, já que o projecto-piloto abarcava apenas a piscina de Dume.


Neste contexto, a Junta de Freguesia de Real, Dume e Semelhe está disponível para dar continuidade ao projecto no próximo ano, se houver essa disponibilidade da BLCS, afirma o presidente que já defendeu a mais-valia de o alargar a outras freguesias do concelho.

Deixa o teu comentário