Braga, quarta-feira

Migrações: Frontex decide intervenção rápida nas fronteiras externas da Grécia

Internacional

02 Março 2020

Lusa

A Frontex, agência europeia da guarda de fronteiras e costeira, aceitou lançar uma intervenção rápida nas fronteiras externas da Grécia, para ajudar as autoridades gregas face ao fluxo de refugiados oriundos da Turquia, anunciou hoje o organismo.

A decisão do diretor-executivo da Frontex, anunciada num comunicado divulgado em Bruxelas, surge na sequência de um pedido do governo grego, que no domingo à noite solicitou oficialmente à agência o lançamento de uma intervenção rápida nas suas fronteiras marítimas no Mar Egeu.
 

No comunicado, a Frontex sublinha que as intervenções rápidas nas fronteiras “são concebidas para dar assistência imediata a um Estado-membro que esteja sob uma pressão urgente e extraordinária nas suas fronteiras externas, especialmente relacionada com um número vasto de cidadãos não europeus que estão a tentar entrar ilegalmente no seu território”, o que é o caso da Grécia, depois de a Turquia ter decidido permitir a passagem dos refugiados que pretendem chegar à Europa.
 

“Dada a situação com rápidos desenvolvimentos que se vive nas fronteiras externas da Grécia com a Turquia, a minha decisão é aceitar o lançamento da intervenção rápida solicitada pela Grécia”, anunciou a Frontex.
 

“Faz parte do mandato da Frontex assistir um Estado-membro confrontado com uma situação excecional que solicite apoio urgente a nível de pessoal e equipamento de todos os Estados-membros e países associados a Schengen”, o espaço de livre circulação, justificou o diretor-executivo da agência, Fabrice Leggeri.
 

O responsável lembrou que a partir do próximo ano a Frontex já terá um corpo permanente, mas, hoje, ainda “depende inteiramente dos Estados-membros”, cujas contribuições são assim vitais “neste momento crucial”.
 

A Frontex indica que já aumentou a capacidade de vigilância nas fronteiras gregas e está a reafetar funcionários a partir de outras operações para “providenciarem assistência imediata” às autoridades gregas.
 

“A Frontex está agora a trabalhar de perto com a Grécia para finalizar rapidamente o plano operacional para a intervenção rápida nas fronteiras. Assim que o plano estiver acordado, a Frontex vai pedir aos restantes Estados-membros e países associados de Schengen que providenciem no imediato guardas fronteiriços e outro pessoal relevante”, indica o comunicado.
 

Hoje de manhã, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, já revelara o pedido das autoridades gregas à Frontex e garantiu que a UE vai dar todo o apoio à Grécia, assim como à Bulgária, para ajudar a fazer face à extraordinária pressão provocada pela decisão da Turquia de ‘abrir as portas’ aos refugiados que se encontram no país e que desejam rumar à Europa.
 

Von der Leyen anunciou que os presidentes das três principais instituições europeias deslocam-se na terça-feira à Grécia para demonstrar o “total apoio” da UE às autoridades gregas na resposta à pressão migratória de refugiados oriundos da Turquia.
 

“A nossa prioridade é dar à Grécia e à Bulgária todo o apoio de que necessitam para enfrentar a situação no terreno. O desafio que a Grécia está a enfrentar agora é um desafio europeu. Por isso, amanhã [terça-feira] vou viajar para a Grécia juntamente com [o presidente do Conselho Europeu] Charles Michel e [o presidente do Parlamento Europeu] David Sassoli”, anunciou.
 

A presidente do executivo comunitário, que falava numa conferência de imprensa em Bruxelas, acrescentou que os líderes das três instituições europeias reunir-se-ão com o primeiro-ministro grego e, na companhia deste, visitarão a zona fronteiriça com a Turquia, “para avaliar no terreno o que pode ser melhorado em termos de apoio”.
 

A Grécia, sobretudo, enfrenta uma brutal pressão nas suas fronteiras externas com a Turquia, depois de o Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, ter decidido ‘abrir as portas’ aos refugiados que pretendem rumar à Europa, numa tentativa de garantir mais apoio ocidental na questão síria.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho