Braga, sexta-feira

Mini-estádio do Sporting Clube de Braga ficará junto aos bombeiros sapadores

Desporto

29 Abril 2020

Redação

O futuro mini-estádio do Sporting Clube de Braga, a construir na segunda fase da cidade desportiva, cujas obras vão começar em maio, terá capacidade para 2.400 espetadores e ficará situado junto ao edifício dos Bombeiros sapadores de Braga.

O futuro mini-estádio do Sporting Clube de Braga, a construir na segunda fase da cidade desportiva, cujas obras vão começar em maio, terá capacidade para 2.400 espetadores e ficará situado junto ao edifício dos Bombeiros sapadores de Braga.

O clube liderado por António Salvador publicou hoje um vídeo nas redes sociais onde mostra o projeto da etapa final da sua cidade desportiva, revelando a nova localização do Estádio Centenário, que terá capacidade para 2.400 espetadores e que o clube quer inaugurar durante 2021, ano em que assinala oficialmente 100 anos.

A obra sofreu alguns atrasos devido a divergências entre a autarquia e o clube, situação ultrapassada em setembro de 2019 com a outorga da escritura pública para a constituição do direito de superfície a favor do clube sobre os terrenos onde será edificada a segunda fase da cidade desportiva ‘arsenalista'.

O Estádio Centenário, projeto do arquiteto Pedro Guimarães e que vai albergar os jogos da equipa B e da equipa feminina, estava previsto inicialmente ser construído entre o futuro pavilhão e os campos de treino, mas foi relocalizado para algumas centenas de metros mais a norte, num terreno junto ao edifício dos Bombeiros Sapadores de Braga.

A segunda fase da cidade desportiva engloba também outra grande infraestrutura desportiva: a construção do pavilhão multiúsos, reconvertendo o projeto da inacabada piscina olímpica, contígua ao Estádio Municipal de Braga, que terá capacidade para 1030 espetadores.

O pavilhão é "um equipamento estratégico para o desenvolvimento de todas as modalidades amadoras do clube e para a realização de saraus desportivos, culturais, exposições e outros eventos", explica o clube.

Um museu, uma área residencial com 49 quartos duplos, uma loja do Sporting Clube de Braga, uma área administrativa, escritórios da SAD, áreas socais e de lazer, um refeitório, um restaurante, um ginásio, um parque de estacionamento para 250 lugares, entre outras valências, vão fazer parte da segunda fase que concluirá a cidade desportiva do Sporting Clube de Braga.

A primeira fase foi inaugurada em 2017 e serve um universo de 700 atletas distribuídos pelos diferentes escalões de formação de futebol.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho