Braga, quinta-feira

Ministro da Educação diz que primeiro período escolar foi extremamente positivo

Nacional

18 Dezembro 2020

Lusa

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, disse hoje em Caminha que o primeiro período escolar foi "extremamente positivo" pelo trabalho "incansável" das comunidades educativas, mas alertou para a necessidade de manter a prevenção da covid-19.

"O balanço é extremamente positivo. Quero agradecer todo o trabalho feito pelos diretores das escolas, pelas comunidades educativas, pelos docentes e não docentes. Um trabalho incansável de articulação com as famílias, as autarquias que foram inexcedíveis e com todos dos serviços do Ministério da Educação", disse o ministro à margem de uma visita às obras de requalificação da escola básica e secundária Sidónio Pais, no concelho de Caminha, distrito de Viana do Castelo.
 

Tiago Brandão Rodrigues disse que a forma como decorreu o primeiro período escolar, que hoje termina, demonstrou que o regresso do ensino presencial "é uma aposta ganha".
 

"Temos de continuar a trabalhar para continuar a ter este ano letivo, num ano de pandemia, com a normalidade possível", sublinhou.
 

Questionado sobre se no regresso às aulas após as férias de Natal o Governo vai testar os alunos, como acontecerá noutros países, Tiago Brandão Rodrigues respondeu que "as autoridades de saúde tem trabalhado muito de perto com as escolas para garantir que os estabelecimentos de ensino são lugares seguros".
 

"É nesse sentido que continuaremos a trabalhar. A agilizar toda a articulação entre as autoridades escolares e de saúde para que sempre que existam casos suspeitos ou positivos a resposta seja o mais célere possível. Assim continuaremos a fazer", referiu.
 

Sobre a pausa letiva que hoje começa, o ministro da Educação apelou para que todos façam um esforço para "mitigar os efeitos da covid-19".
 

"Sabemos que esta altura, do Natal, pode eventualmente ser um período de grande provação, sabemos que as pessoas querem estar com as suas famílias. O senhor primeiro-ministro já o disse, mas eu faço também um apelo para que as famílias que têm crianças em escolas, que sabem que os seus educandos nas escolas tinham um conjunto de regras que as mantenham durante este período de descanso", pediu.
 

"Sabemos que voltaremos no início de janeiro às aulas presenciais e temos de manter um conjunto de regras também nas celebrações natalícias para assegurarmos que não teremos um novo aumento do número de casos", reforçou.
 

Ainda no concelho de Caminha, em Vila Praia de Âncora, Tiago Brandão Rodrigues visitou as obras de ampliação da escola básica e secundária e espaços de integração para o ensino articulado, no valor de dois milhões de euros.
 

Nas duas escolas do concelho, segundo números avançados pelo presidente da Câmara de Caminha, estão em curso obras no valor de 5,5 milhões de euros.
 

Daquele montante, adiantou o socialista Miguel Alves, dois milhões são suportados pelo município, sendo que hoje o ministro da Educação garantiu uma verba de 750 mil euros da reprogramação dos fundos comunitários.
 

"É um dinheiro com o qual já não contávamos e que cai no nosso sapatinho nesta época de Natal. O senhor ministro tem barba, ainda não é barba branca, mas hoje foi o nosso Pai Natal", afirmou Miguel Alves.
 

O ministro tem ainda hoje previstas uma visita às obras de requalificação da escola básica e secundária do Monte da Ola, na freguesia de Vila Nova de Anha, em Viana do Castelo, no valor de 1,9 milhões de euros e a inauguração da requalificação dos espaços desportivos da escola básica e secundária de Paredes de Coura, concelho de onde é natural.
 

A obra, realizada pela Câmara de Paredes de Coura incluiu a reabilitação do pavilhão gimnodesportivo renovado, um campo de jogos de futebol de 7 em relva sintética e pista de atletismo com a respetiva caixa de areia para saltos em comprimento. A empreitada cujo investimento ultrapassa os 560 mil euros e contou com um apoio de 250 mil euros através do contrato programa celebrado com o Ministério da Educação.
 

Anteriormente, o município requalificou a escola básica e secundária num investimento que ultrapassou os dois milhões e meio de euros.

Deixa o teu comentário