Braga, quinta-feira

Miramar nomeados para melhor álbum independente europeu do ano

Diversos

01 Fevereiro 2020

Lusa

O disco de estreia, homónimo, dos Miramar, dupla formada pelos guitarristas Peixe e Frankie Chavez, é candidato ao prémio de melhor álbum europeu do ano, atribuído pela Associação de Empresas de Música Independente (IMPALA).

De acordo com esta associação, a décima edição do prémio conta com 22 nomeados, que demonstram a diversidade artística da música independente europeia, lê-se no comunicado.
 

Entre os nomeados está "Miramar", álbum que Pedro Cardoso (Peixe) e Francisco Chaves (Frankie Chavez) editaram no começo de 2019, com canções instrumentais que espelham uma sintonia e uma cumplicidade mútua, nascida numa casa junto à praia, em Miramar (Vila Nova de Gaia), como contaram à agência Lusa.
 

Na génese deste encontro musical esteve, em 2017, a iniciativa Guitarras ao Alto, no Alentejo, pensada para duos inéditos de guitarra.
 

Peixe e Frankie Chavez refugiaram-se durante dois dias numa casa em Miramar, a trabalhar em canções para os concertos de Guitarras ao Alto, meses depois replicaram esse trabalho em estúdio, gravado num álbum com onze temas de um e de outro.
 

"A sintonia que se criou ali foi tão profunda que gerou essa produtividade imensa. Foi potenciada com o processo, de ir comer à beira-mar, jogar um pingue-pongue. Foi um ambiente acolhedor, foi muito descontraído", explicou Peixe.
 

Em "Miramar", Peixe, 44 anos, e Frankie Chavez, 39 anos, tocam várias guitarras, incluindo guitarra portuguesa, elétrica e weissenborn (‘slide guitar’). A relação de ambos com este instrumento de cordas vem da infância e da adolescência, de aprendizagem entre autodidatismo e academismo.
 

No início deste mês, os Miramar atuaram no festival Eurosonic, nos Países Baixos.
 

Além de "Miramar", editado pela Rastilho Records, a lista de nomeados ao prémio da Impala inclui, por exemplo, rock suíço, folk finlandesa e eletrónica alemã, elencou a associação.
 

"LP5", do alemão Apparat, "Brenn Siste Brevet", do norueguês Erlend Ropstad, "Sombrero Roto", do espanhol Kiko Veneno, e "Data Mirage Tangram", dos suíços The Young Gods, também são candidatos ao prémio.
 

Em edições anteriores, estiveram nomeados, entre outros, os álbuns portugueses "Chapels", de Old Jerusalem, "Antwerpen", de Surma, "Drifter", dos First Breath After Coma, "Building Waves", dos Glockenwise, "Heart & Spine", de Frankie Chavez, e "Peixe:Avião", dos Peixe:Avião.
 

Em 2019, o prémio de melhor álbum independente europeu foi atribuído a "Street Worms", de Viagra Boys.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho