Braga,

Moçambique/Eleições: Em Portugal podem votar 1.819 moçambicanos em 11 mesas

Internacional

01 Outubro 2019

Lusa

O embaixador de Moçambique em Lisboa disse hoje à Lusa que em Portugal estão aptos para votarem nas próximas eleições gerais do seu país, marcadas para 15 de outubro, 1.819 cidadãos moçambicanos, de uma população de 3.000.

"De uma população de 3.000 moçambicanos residentes em território português, com registo consular, estão recenseados para as próximas eleições 1.819", afirmou o diplomata Joaquim Bule, adiantando que aqueles cidadãos aptos para votarem poderão fazê-lo em 11 assembleias de voto espalhadas de norte a sul de Portugal.
 

Para as eleições de 2014, as últimas em Moçambique, estavam registados em Portugal 1.284, contra os 848 nas eleições de 2009.
 

Porto, Lisboa, Braga, Coimbra, Leiria, Viseu, Beja, Évora, Faro, Portimão e Aveiro são as cidades onde os moçambicanos poderão votar, especificou o embaixador de Moçambique em Portugal.
 

Em Lisboa, a assembleia de voto fica nas antigas instalações da embaixada moçambicana em Portugal, na Avenida de Berna, no Porto está localizada no consulado de Moçambique naquela cidade.
 

Já nas restantes cidades, os moçambicanos poderão votar em instalações cedidas pelas respetivas câmaras municipais, as mesmas em que fizeram o seu recenseamento, explicou Joaquim Bule, acrescentando que a colaboração das autarquias em Portugal "reduziu, em muito, os custos da operação", sem, porém, querer revelar valores globais das despesas com as eleições em território português.
 

No dia 15 de outubro, as urnas para os cidadãos moçambicanos residentes em Portugal abrirão às 10:00 e encerrarão às 21:00.
 

"Na falta de cartão de recenseamento, poderão votar com Bilhete de identidade, carta de condução, cartão de registo consular ou outro documento identificativo", assegurou Joaquim Bule.
 

A operação de segurança para estas eleições está a cargo da Polícia de Segurança Pública ou da Guarda Nacional Republicana, conforme as cidades portuguesas onde estão as mesas de voto.
 

Segundo o embaixador de Moçambique em Portugal, na Europa existe um total de 2.479 cidadãos recenseados para estas eleições em Moçambique.
 

"Além dos 1.819 em Portugal, há 660 cidadãos recenseados na Alemanha, os únicos países na Europa onde os moçambicanos podem votar", sublinhou Joaquim Bule, lembrando, porém, que quem viver em Espanha e estiver recenseado pode votar em Portugal.
 

"Os cidadãos que votarem em Portugal ou na Alemanha estão a contribuir para a eleição do Presidente do seu país, mas também para a de um deputado pelo círculo da Europa, à semelhança dos que votam pelo círculo de África [fora de Moçambique]. Os dois deputados, eleitos pelo círculo de África e pelo círculo da Europa, juntam-se aos 248 eleitos pelo círculo eleitoral nacional".
 

Em 15 de outubro, 12,9 milhões de eleitores moçambicanos vão escolher o Presidente da República, dez assembleias provinciais e respetivos governadores, bem como 250 deputados da Assembleia da República.

Deixa o teu comentário