Braga, quarta-feira

Morreu Fernando Lima Bello, antigo membro do Comité Olímpico Internacional

Desporto

03 Junho 2021

Lusa

O antigo velejador Fernando Lima Bello, membro honorário do Comité Olímpico Internacional (COI), morreu hoje, aos 89 anos, informou o Comité Olímpico de Portugal (COP), organismo a que presidiu entre 1981 e 1989.

O antigo velejador Fernando Lima Bello, membro honorário do Comité Olímpico Internacional (COI), morreu hoje, aos 89 anos, informou o Comité Olímpico de Portugal (COP), organismo a que presidiu entre 1981 e 1989.

Fernando Lima Bello participou nas competições de vela em duas edições de Jogos Olímpicos, alcançado o 17.º lugar no México1968 e o 21.º lugar em Munique1972, ambas na classe dragão.

Foi na vela em que conseguiu os maiores feitos como atleta, alcançando o título de campeão do mundo em 1953, na classe snipe, e vice-campeão europeu na star, tendo ainda praticado futebol e ténis.

Nascido em 27 de novembro de 1931, engenheiro de profissão, foi o único membro português do COI entre 1989 e 2010, tendo sido o primeiro elemento a abdicar antes do limite de idade de 80 anos. Assumiu, depois de lhe ter sido diagnosticado Alzheimer, o cargo de membro honorário no organismo olímpico internacional.

Após a carreira de desportista, assumiu a presidência da Federação Portuguesa de Vela em 1975, ano em que se tornou membro do COP. Entre 1977 e 1980, integrou a comissão executiva do COP, tendo sido Chefe da Missão de Portugal aos Jogos Moscovo1980.

No ano seguinte, foi eleito presidente do COP, cargo que ocupou até 1989. Foi durante a sua liderança que foi criada a Academia Olímpica de Portugal.

Na biografia do antigo velejador e dirigente, o atual presidente do COP, José Manuel Constantino, destacou Lima Bello “entre outros que prestaram relevantes serviços ao desporto e ao movimento olímpico internacional”, no prefácio da obra, datado de 2015.

“É, pois, para o COP uma honra, mas também um imperativo de consciência e um dever para com a história, perpetuar nesta edição a memória de uma das mais importantes personalidades na vida desta centenária instituição e do olimpismo português, rendendo a homenagem que se impõe a quem tem dado um inestimável testemunho vivo dos princípios fundadores do olimpismo”, escreveu Constantino.

Hoje, o COP confirmou a morte a apresentou as “sentidas condolências” à FPV, à Associação de Atletas Olímpicos de Portugal e ao COI.

Lima Bello foi distinguido pelo COI com a Ordem Olímpica, em 2011, em Durban, com o colar de mérito desportivo e com a Ordem do Infante Dom Henrique.

Deixa o teu comentário