Braga, quinta-feira

MP acusa casal de Fafe de burlar familiar idosa em 280 mil euros

Regional

18 Novembro 2020

Lusa

O Ministério Público (MP) acusou um casal de Fafe de burla a uma familiar idosa em mais de 280 mil euros, depois de a terem convencido a outorgar-lhes procurações, anunciou hoje a Procuradoria Geral Regional do Porto.

Em nota publicada na sua página, a procuradoria refere que os arguidos estão acusados de burla qualificada e abuso de confiança.
 

O MP considerou indiciado que a vítima, tia da arguida, não tinha descendentes e que, após a morte do marido, em 2013, os arguidos convenceram-na a residir com eles, na sua casa, em Fafe, no distrito de Braga.
 

Ainda segundo o MP, os arguidos sabiam que a vítima detinha “um vasto património investido”, quer em produtos financeiros, quer em depósitos bancários, e decidiram apoderar-se dele.
 

Para isso, aproveitando-se da condição vulnerável da vítima, convenceram-na a outorgar-lhes, em 2015, duas procurações, “a pretexto de que eram necessárias para tratar de pequenas questões burocráticas, nomeadamente o levantamento de correio registado”.
 

Estas procurações, no entanto, concediam-lhes poderes para procederem ao resgate de aplicações financeiras ou à movimentação de contas bancárias de que a vítima fosse titular.
 

Com elas, os arguidos efetuaram levantamentos e transferências de contas bancárias e resgataram aplicações financeiras, sem autorização da vítima e contra a sua vontade, apoderando-se do montante global de 280.970 euros.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho