Braga, terça-feira

Município de Esposende responde a situações de vulnerabilidade social no concelho

Regional

12 Fevereiro 2021

Redação

O Município de Esposende continua a acompanhar de forma atenta a evolução da situação pandémica da Covid-19 no concelho, tanto no plano económico como ao nível social. 

O Município de Esposende continua a acompanhar de forma atenta a evolução da situação pandémica da Covid-19 no concelho, tanto no plano económico como ao nível social. 

Por força do atual quadro socioeconómico, há famílias que viram reduzidos os seus rendimentos e outras até que perderam o emprego, originando situações de maior fragilidade e vulnerabilidade em termos financeiros e no plano social. Desde que esta situação pandémica teve início, o Município implementou, desde logo, um conjunto bastante diversificado de medidas, com o intuito de, por um lado, combater a pandemia e, por outro, minimizar os seus efeitos sobre as empresas e as famílias.

Neste contexto, e porque a saúde e o bem-estar de toda a comunidade são prioritárias, o Município tem encetado esforços para encontrar, para além de medidas já anteriormente disponíveis, novas e mais diversas respostas aos desafios que esta pandemia coloca e, assim, tem vindo a apoiar, aos mais diversos níveis, as pessoas/famílias em situação de vulnerabilidade social. Para tal, foi criada uma linha de apoio gratuita – 808 200 728, através da qual os cidadãos poderão obter resposta às suas necessidades. Esta mesma linha serve também para que qualquer cidadão ou instituição, tendo conhecimento de eventuais situações de carência ou de vulnerabilidade social, a possa reportar ao Município. Cabe pois, a cada um, assumir a sua responsabilidade social e ajudar a ajudar.

São várias as respostas disponíveis, desde logo o apoio alimentar, mas a ação do Município é muito mais abrangente passando pelo atendimento e acompanhamento social; apoio psicológico, incluindo crianças e jovens; gabinete de psicologia e orientação vocacional; Núcleo de Intervenção com alunos e famílias - Projeto Municipal de Combate ao Insucesso Escolar; apoio às pessoas idosas, aos cidadãos imigrantes, aos cidadãos com deficiência e/ou incapacidade e suas famílias e aos cuidadores informais. As medidas passam também pela ação social escolar, fornecimento de refeições escolares, oferta de manuais de fichas de atividades e de material escolar, disponibilização de equipamento informático, bem como transporte escolar e bolsas de estudo para alunos do ensino superior. Neste vasto lote de apoios integra-se também o apoio à aquisição de medicamentos, ao arrendamento e nas tarifas do consumo de água. O Município conta também com a intervenção do Espaço Bem me Querem – Espaço de Atendimento a Vítimas de Violência Doméstica e da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Esposende que, neste contexto em particular, assumem ainda maior relevância.

Todas estas medidas encontram-se sistematizadas num documento, que se pretende constituir como um apoio na divulgação e no acesso dos munícipes à intervenção que o Município disponibiliza para as pessoas/famílias em situação de vulnerabilidade social e económica, ao nível dos apoios sociais e socioeducativos.

O Presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, sublinha que “a articulação dos diferentes agentes locais, através do trabalho em parceria, da cooperação e da partilha de responsabilidades, reforçará as medidas municipais em vigor e os apoios governamentais disponibilizados, na resposta às consequências da pandemia junto da comunidade”. 

“Juntos contribuiremos para a consolidação de um concelho cada vez mais coeso, inclusivo e integrador”, afiança Benjamim Pereira, lembrando que “toda esta ação se encontra articulada com as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU, que assumimos para o nosso plano de ação”.

Deixa o teu comentário