Braga,

Município de Ponte de Lima está a fazer história na área da reabilitação urbana

Regional

05 Agosto 2020

Redação

Com uma das maiores taxas de execução do país, o Município de Ponte de Lima é considerado um bom exemplo na área da reabilitação urbana. Presidente, Victor Mendes, inaugurou ontem as obras na zona envolvente à escola secundária.

“A trilhar o caminho da regeneração urbanística que tão bons resultados tem dado”, o presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima inaugurou ontem as obras de requalificação da zona envolvente à escola secundária. Esta primeira intervenção, de um conjunto de obras, permite a Ponte de Lima estar “a fazer história” e ser considerada “um bom exemplo a nível nacional”, já que tem “uma das maiores taxas de execução do país”. Victor Mendes espera por Setembro para aceder a uma “bolsa de mérito e eventualmente avançar também com a obra na Rua General Norton de Matos”.


A primeira cerimónia pública do Município de Ponte de Lima, durante este período de pandemia foi um “momento simbólico, dando o exemplo à sociedade que a vida continua e que se continua a trabalhar para o desenvolvimento de Ponte de Lima”, começou por evidenciar o presidente da autarquia, durante a inauguração das obras de requalificação que envolveram a Rua António Amorim e a Rua Cónego Manuel Barbosa Correia, mesmo em frente à Escola Secundária de Ponte de Lima.
 

“Esta é a primeira intervenção de um conjunto de intervenções que neste mandato decidimos fazer nesta zona de transição entre o centro histórico e a denominada zona nova da vila de Ponte de Lima”, explicou Victor Mendes, admitindo que “isto só é possível, porque há uma estratégia subjacente à requalificação urbanística da área urbana de Ponte de Lima”.


Esta obra foi realizada no âmbito do Plano de Acção de Regeneração e consequentemente foi objecto de financiamento. “O município decidiu ampliar a área de requalificação urbana que estava circunscrita ao centro histórico e entendemos que essa área teria de ser ampliada para outras zonas para permitir, ao longo dos anos, proceder a estas reabilitações, integradas na denominada operação de reabilitação urbana, que corresponde a cerca de 15, 7 milhões de euros de investimento”, sublinhou ainda o presidente.
 

Mas as obras de requalificação não se ficam por aqui. Segue-se a Rua Dr. Luís Gonzaga e o Largo da Lapa. “Para a semana vamos inaugurar o Largo da Lapa, o que nos enche a todos de orgulho, porque é um espaço emblemático da vila e foi objecto de uma excelente requalificação”, garantiu o presidente, destacando ainda a obra que está a ser executada na denominada zona envolvente ao Bairro da Escola Técnica e que reconheceu tratar-se de “uma operação que se impunha dada a degradação do espaço público”.


Fruto deste Plano de Acção de Regeneração Urbana, o Município de Ponte de Lima “decidiu disponibilizar ao proprietário daquela habitação social, uma verba na ordem dos 600 mil euros para a requalificação do edificado”, informou Victor Mendes, assegurando que se vai ficar com “uma área muito significativa do ponto de vista da requalificação”.


Perante estas obras, Ponte de Lima “tem uma taxa de execução acima da média nacional que vai permitir ir a uma bolsa de mérito que terá como consequência o reforço deste Plano de Acção de Regeneração Urbana e que vai permitir reforçar o financiamento para esta empreitada que está a decorrer na envolvente do Bairro da Escola Técnica”, informou. E Victor Mendes foi mais longe: “é nossa perspectiva que esse reforço de financiamento nos permita, ainda este mandato, avançar com a obra na Rua General Norton de Matos, uma rua com muito movimento e que do ponto de vista da mobilidade deixa muito a desejar”.
 

O autarca espera que em Setembro, “de acordo com a promessa da ministra da Coesão Territorial”, se possa ter esse reforço de financiamento.


“Somos um bom exemplo a nível nacional, procurando conciliar aquilo que é o património edificado com o património cultural, adaptando à realidade dos nossos dias e procurando ir ao encontro das necessidades das nossas populações”. Por isso, o trabalho de reabilitação urbana também se tem alargado a muitas freguesias do concelho “com a requalificação de centros cívicos e que no fundo constitui factor de atractividade para Ponte de Lima, porque o investimento público no espaço público tem sido uma alavanca fundamental para a requalificação do nosso edificado”, constatou Victor Mendes.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho