Braga, quarta-feira

Nova Associação Empresarial no Minho com foco no setor industrial e tecnológico

Regional

07 Abril 2021

Lusa

A Associação Empresarial do Minho (AEMinho), que vai ser constituída oficialmente em 28 de maio, em Assembleia Geral, colocará o foco nas médias e grandes empresas do setor industrial e tecnológico, foi hoje anunciado.

A Associação Empresarial do Minho (AEMinho), que vai ser constituída oficialmente em 28 de maio, em Assembleia Geral, colocará o foco nas médias e grandes empresas do setor industrial e tecnológico, foi hoje anunciado.

Em declarações à Lusa, o presidente da Comissão Instaladora da AEMinho, que será também o primeiro presidente da associação, Ricardo Costa, acrescentou que o objetivo é colmatar o “vazio” deixado pelo fim da Associação Industrial do Minho (AIMinho).

“A Associação Industrial do Minho acabou em 2018 e ainda esperámos três anos para ver se o seu papel era assumido por alguma das outras associações da região, mas acabámos por verificar que não e decidimos avançar”, referiu.

Segundo Ricardo Costa, o foco na nova associação serão as médias e grandes empresas do setor industrial e tecnológico, que “ficaram de alguma forma órfãs” com o fim da AIMinho.

A nova associação terá sede em Braga, no edifício do Instituto Politécnico do Cávado e Ave, e assentará nos pilares resiliência, transição energética e transição digital.

Pretende ainda ter uma “voz ativa” na captação de fundos para a região, designadamente do Plano de Recuperação e Resiliência e do quadro comunitário de apoio 2021/2027.

Entretanto, os responsáveis pela criação da AEMinho já reuniram, na semana passada, com a Confederação Empresarial de Portugal (CIP), preparando caminho para adesão à “maior e mais representativa estrutura associativa empresarial nacional, sendo a voz de mais de 150 mil empresas”.

O pedido formal de adesão será efetuado após a realização da Assembleia Geral de 28 de maio.

Deixa o teu comentário