Braga, quarta-feira

Nova via liga rua Robert Bosch à EN 14

Regional

29 Junho 2021

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

Presidente da Câmara garante que vai avançar a abertura de uma nova via que ligue a Rua Robert Bosch à EN 14. Não será, no entanto, uma obra para breve, uma vez que ainda está a decorrer o processo de negociação com os proprietários dos terrenos.

O presidente da Câmara de Braga garantiu ontem que o Município pretende construir uma ligação da Rua Robert Bosch à Estrada Nacional 14, via que permitirá retirar pressão sobre intenso tráfego rodoviário na zona de Lomar.


O tema foi abordado por Artur Feio na reunião de Câmara. O vereador socialista questionou a Ricardo Rio sobre a concretização desta ligação e denunciou ainda as queixas, de quem vive nas zonas habitacionais na envolvente da Bosch, sobre o muito movimento de camiões e o barulho que estes fazem. “As pessoas já não aguentam a pressão em termos de ruído e poluição na zona”, disse Feio, adiantando que já há quem tenha posto os seus apartamentos à venda.


Na resposta Rio assegurou que a ligação à EN 14 está prevista, estado o processo na fase de negociação com os proprietários dos terrenos “pelo que ainda não é possível colocá-lo em prática”.


O tema foi abordado na altura me que se discutia a proposta de reconhecimento de “empreendimento estratégico” para o projecto de ampliação das instalações da Bosch Car Multimedia, um investimento de 15 milhões de euros que vai permitir criar 50 postos de trabalho.


A proposta foi aprovada pelos vereadores da Coligação ‘Juntos por Braga’ e do PS, mas mereceu duras críticas por parte da vereadora da CDU, que votou contra.


Bárbara Barros alegou que a Bosch é uma multinacional “há muito estabelecida em Braga, com um negócio e uma produção há muito consolidados e que ano após ano apresenta lucros de milhões de euros, capazes de suportar qualquer taxa de IMI e qualquer outra taxa que seja necessário pagar ao município”.


No entender da vereadora da CDU, este tipo de apoios devem beneficiar as pequenas e médias empresas.


Já o presidente da Câmara Municipal de Braga justificou a aprovação da proposta com o facto de o anunciado investimento “vai contribuir para a valorização da estrutura económica e empresarial do concelho e estima-se que gere cerca de 50 novos postos de trabalho no período de três anos”.


Rio recordou que a Bosch é “uma empresa de vanguarda, extremamente importante para a economia do concelho e para as populações. Mantém ainda um carácter inovador e uma parceria estratégica que valorizamos bastante com a Universidade do Minho e que contribui para a produção de conhecimento a partir de Braga”.

Deixa o teu comentário