Braga, sábado

Onze utentes com teste negativo vão ser retirados de lar em Ponte de Lima

Regional

29 Outubro 2020

Redação

Os 11 utentes de um lar da Casa da Caridade de Ponte de Lima com teste negativo para o novo coronavírus vão ser retirados da instituição e alojados noutro espaço a definir ainda hoje, disse o presidente da Câmara.

Os 11 utentes de um lar da Casa da Caridade de Ponte de Lima com teste negativo para o novo coronavírus vão ser retirados da instituição e alojados noutro espaço a definir ainda hoje, disse o presidente da Câmara.

Em declarações à agência Lusa, Victor Mendes adiantou a decisão foi tomada numa reunião, hoje, da comissão municipal de proteção civil, convocada pela Câmara de Ponte de Lima, no distrito de Viana do Castelo.

A retirada dos idosos que não estão infetados foi decidida pelas autoridades de saúde pública, que vão também voltar a testar os 11 idosos.

"A solução de alojamento deverá ser encontrada durante o dia de hoje. Queremos encontrar um espaço dentro do concelho. A saúde pública também deverá realizar os novos testes o mais rapidamente possível. Em função dos resultados, os idosos serão transferidos para o novo local", explicou Victor Mendes.

Segundo o autarca, dos 53 idosos com teste positivo, 28 “apresentam alguns sintomas" de covid-19.

"De acordo com a informação dos técnicos da Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM), estão relativamente estáveis", especificou.

Na quarta-feira, à Lusa, o presidente da Casa da Caridade de Ponte de Lima Agostinho Freitas adiantou que, a instituição tinha "separado os idosos infetados" dos restantes.

Os utentes "negativos foram instalados numa ala criada dentro da Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI) de Nossa Senhora da Conceição".

O surto de covid-19 associado a esta estrutura residencial para pessoas idosas (ERPI) teve início na última sexta-feira, com a confirmação dos dois primeiros casos em utentes.

No sábado, a instituição acionou o plano de contingência e, no domingo, "foram testados todos os utentes e colaboradores da ERPI", sendo que os resultados foram conhecidos na terça-feira e separados os utentes positivos dos negativos.

Além dos utentes, 11 dos 33 funcionários da instituição estão infetados.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 44,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.395 pessoas dos 128.392 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho