Braga, sexta-feira

Piscina de Lamas proporciona férias refrescantes e em segurança

Regional

16 Julho 2021

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

Piscina de Lamas está aberta ao público, tendo como lotação limite as 250 pessoas. Frequentadores podem desfrutar do espaço cumprindo rigorosas regras de segurança.

Num dos recantos mais bonitos de Braga, proporcionando uma vista fantástica sobre a Veiga de Penso, a Piscina Municipal de Lamas é actualmente um dos locais do concelho mais atractivos para desfrutar de uma bela tarde de Verão.


À semelhança do que aconteceu no Verão passado, a Junta de Freguesia de Lamas decidiu abrir a piscina ao público, garantindo todas as condições de segurança no contexto pandémico que ainda vivemos, uma opção aplaudida pela população, sobretudo pelos mais jovens que representam a maior fatia dos frequentadores diários deste equipamento de lazer.
 

Já com a experiência positiva do ano passado, este ano a autarquia local decidiu “que era importante abrir a piscina sobretudo para garantir à população mais jovem a oportunidade de poder ir à piscina nas férias”, explica José Carlos Ferreira, tesoureiro da autarquia, realçando que este equipamento acaba por servir não só a população da freguesia e da sua envolvente, a Veiga de Penso, mas também de outros pontos do concelho.


Com a grande maioria das piscinas municipais do concelho encerradas, aumentou a procura por esta piscina, como nota o autarca.
 

 Devido ao contexto pandémico, a lotação está limitada a 250 pessoas, tal com ficou definido no plano de contingência aprovado pela autoridade de saúde.


É possível em tempo real acompanhar a lotação da piscina. Acessível através do site https://piscinamunicipaldelamas.pt, existe uma APP onde é possível saber em tempo real quantas pessoas estão na piscina e quantas vagas ainda existem.


O acesso é feito sob rigorosas medidas de segurança, como realça José Carlos Ferreira: “logo à entrada é obrigatória a desinfecção das mãos e existem tapetes para desinfectar o calçado. É ainda feita a medição da temperatura corporal e as pessoas têm de usar máscara de protecção”. Acrescenta ainda que já na piscina e na vasta área verde envolvente é obrigatório o distanciamento social.


A qualidade e água é também vigiada com maior frequência para garantir que não há qualquer risco para as pessoas.


O autarca nota que, “regra geral, as pessoas são cumpridoras, até porque sabem que se começar a haver incumprimento encerraremos a piscina”.

 “Este ano ainda só tivemos um episódio de alguém que entrou na água de calções de ganga o que é expressamente proibido. Foi-lhe imediatamente chamada a atenção e não se repetiu. As pessoas só podem entrar na água com roupa de banho, que devem trazer vestida porque, devido à pandemia, não é possível fazer essa troca nos balneários”, diz, vincando que “não serão admitidas violações das regras”, sob pena de se encerrar a piscina.


A extensa área relvada garante condições para o distanciamento entre toalhas.


O espaço beneficia ainda de serviço de bar, com uma esplanada onde a sombra é garantida pelas árvores que a envolvem.

Deixa o teu comentário