Braga, quarta-feira

PJ detém suspeito de incêndio em viatura que se estendeu a zona florestal

Regional

20 Julho 2020

Redação

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem suspeito de um incêndio em viatura automóvel que se propagou à zona florestal envolvente, na freguesia de Tregosa, no concelho de Barcelos, na madrugada de sexta-feira, anunciou hoje aquela polícia.

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem suspeito de um incêndio em viatura automóvel que se propagou à zona florestal envolvente, na freguesia de Tregosa, no concelho de Barcelos, na madrugada de sexta-feira, anunciou hoje aquela polícia.

Em comunicado enviado à Lusa, a PJ explica que a detenção foi feita "fora de flagrante delito" e que o automóvel é propriedade do presumível incendiário.

O fogo teve "origem dolosa" e consumiu cerca de 3.000 metros quadrados de eucaliptal, "só não atingindo maiores proporções dada a pronta intervenção dos bombeiros, que o extinguiram", acrescenta a PJ.

Segundo salienta aquela polícia, "foram colocados em risco, além de extensa zona florestal, habitações que lhe são contíguas".

As diligências de investigação resultaram na "recolha de importantes elementos de prova, indiciando o autor dos factos pelos crimes de incêndio e simulação de crime".

Segundo a PJ, o detido, de 42 anos de idade, jardineiro e residente no concelho de Ponte de Lima, no distrito de Viana do Castelo, "atuou num quadro depressivo, tendo utilizado chama direta para deflagrar o incêndio".

O homem foi presente à autoridade judiciária competente no Tribunal Judicial de Vieira do Minho, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão domiciliária, com vigilância eletrónica.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho