Braga, sábado

Polícia Municipal de Braga em alerta mantém medidas do Estado de Emergência

Regional

09 Setembro 2020

Redação

Com balanço muito positivo do trabalho desenvolvido, a vereadora Olga Pereira garantiu que a Polícia Municipal é hoje reconhecida publicamente, tendo conquistado a credibilidade dos cidadãos.

Passado quase um ano da entrada em funções no pelouro com a responsabilidade da Polícia Municipal de Braga, a vereadora Olga Pereira é peremptória: “acho que se olhasse para trás não reconhecia esta Polícia Municipal”. E a vereadora foi mais longe: “a Polícia Municipal de hoje é uma Polícia Municipal motivada e a Covid-19 ajudou muito a credibilizar a actividade dos agentes e no reconhecimento público”. Por isso, a Polícia Municipal de Braga “está alerta” e mantém as medidas do Estado de Emergência.


Depois de fazer um “balanço muito positivo” do trabalho da Polícia Municipal na vigilância e sensibilização para o cumprimento das normas de combate à Covid-19, a vereadora garantiu que as medidas do Estado de Emergência são para ser mantidas.
 

A Polícia Municipal vai manter os serviços a 100% com horários desfasados. “Vamos manter as medidas que tínhamos adoptado no âmbito do Estado de Emergência até sentirmos que o vírus está de tal forma mitigado que nos permite assumir outra tranquilidade. Por isso, vamos manter a desinfecção das instalações e dos postos de trabalho entre mudanças de turno e vamos manter também o teletrabalho nas situações que se mostrar compatível com o desenvolvimento da actividade”, assumiu a vereadora.


A Câmara Municipal de Braga, garantiu Olga Pereira, “vai continuar a disponibilizar os Equipamentos de Protecção Individual (EPI) necessários para manter a segurança no desenvolvimento da actividade”.
 

Neste momento, está a ser introduzido um novo sistema informático na Polícia Municipal que “vai permitir maior eficácia no tratamento das contra-ordenações, agilizando os processos e libertando os agentes para as funções necessárias”, revelou.
 

Fazendo um balanço destes meses, Olga Pereira confirmou que o trabalho desenvolvido “está a corresponder em absoluto a todos os objectivos traçados”, procurando-se também “corresponder àqueles que eram os anseios dos trabalhadores”.


Com os objectivos “praticamente cumpridos”, foi possível “resolver a situação da hierarquia da Polícia Municipal, a actividade está mais divulgada e mais conhecida, os polícias estão mais bem formados e o corpo de polícia está mais robusto com a admissão de 15 novos agentes”.
 

Neste momento, a Polícia Municipal, continuou a vereadora, “participa em vários outros projectos que não apenas os relacionados com os mais óbvios, como o caso do trânsito”. E exemplos não faltam: “eles contribuem para a sensibilização, para o cumprimento das normas de saúde e sanitárias, participam em projectos de prevenção rodoviária com as escolas, foram às praias, em colaboração com a GNR, sensibilizar as pessoas e fizeram-no com muito sucesso, interagindo quer com os concessionários das praias quer com os munícipes que usufruíam desses espaços”.
 

Perante estes resultados e actividade, Olga Pereira garantiu que os agentes “estão comprometidos com as suas funções”.
 

Questionada sobre alguns ajuntamentos na cidade, a vereadora defendeu que “as pessoas já se estão a habituar a reportar as situações e a Polícia Municipal de Braga tem estado presente e conseguido controlar esses ajuntamentos”. A reacção à presença da Polícia Municipal “é, normalmente, muito positiva e as pessoas acatam as recomendações dos agentes”, garantiu a vereadora, lembrando, no entanto, que a Polícia Municipal não tem competências criminais.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho