Braga, sexta-feira

População do Lugar da Póvoa concretiza obra há muito desejada

Regional

27 Dezembro 2019

Redação

Capela de Santo Estêvão, na freguesia de Palmeira, beneficia de novo enquadramento. Obras de 200 mil euros criaram novo ponto de encontro da população do Lugar da Póvoa.

Investimento municipal de 200 mil euros, que beneficiou da doação de terrenos por parte de uma família da freguesia, as obras de requalificação do adro da Capela de Santo Estêvão, no lugar da Póvoa, em Palmeira, foram ontem inauguradas.


O padre João Monteiro, ex-pároco de Palmeira, salientou, numa cerimónia a que assisti- rem dezenas de populares, que “se há milagres, o que aconteceu aqui no Lugar da Póvoa é um deles”.
 

Coube ao sacerdote o discurso mais sentido pela concretização de uma obra há muito desejada pelos moradores, salientando que “tanta gente lutou” para que o arranjo da zona envolvente da Capela de Santo Estêvão fosse uma realidade.


Beneficiando de financiamento municipal, a requalificação do adro implicou a criação de um novo troço de estrada, possível com a doação de terrenos por parte da família Rêgo Araújo, um gesto sublinhado ontem pelo presidente da Junta de Freguesia de Palmeira, César Gomes.


O seu antecessor, José Peixoto, elogiou igualmente aquela doação da família Rêgo Araújo e formulou votos para que “a obra resulte em benefício de todos”.


Esse propósito está já a ser cumprida, na opinião de Bento Braga, porta-voz da Comissão da Capela de Santo Estêvão, que realçou o facto de o novo recinto já ser usufruído para recreio das crianças que frequentam a catequese naquele templo.


No dia em que a Igreja Católica celebra Santo Estêvão, o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, considerou a inauguração das obras de requalificação do Adro da Capela “o prolongamento natalício para o Lugar da Póvoa”, classificando como “fantástico” o projecto agora concretizado, face ao que era a envolvente anterior daquele templo da freguesia de Palmeira.


O edil aproveitou a oportunidade para justificar a opção do Município em apoiar diversas paróquias do concelho na requalificação de espaços envolventes de igrejas e capelas, criando assim “pontos de encontro” para as populações.


Ricardo Rio adiantou que, tal como a requalificação do adro da Capela de Santo Estêvão, a transformação da margem esquerda do Rio Cávado numa zona de lazer é outro “sonho de décadas” da população de Palmeira que está em vias de ser totalmente concretizado.

Deixa o teu comentário