Braga, quinta-feira

Póvoa de Lanhoso: GNR apanha mulher que forjava atestados médicos

Regional

30 Setembro 2020

Redação

A GNR constituiu arguida uma mulher de 45 anos em Amparo, Póvoa de Lanhoso, que alegadamente forjava atestados médicos para justificar as suas faltas ao trabalho, anunciou hoje aquela força.

A GNR constituiu arguida uma mulher de 45 anos em Amparo, Póvoa de Lanhoso, que alegadamente “forjava” atestados médicos para justificar as suas faltas ao trabalho, anunciou hoje aquela força.

Em comunicado, a GNR acrescenta que esta situação “estava a causar instabilidade no seio da comunidade médica do concelho de Póvoa de Lanhoso, uma vez que os atestados eram passados em nome de vários médicos”.

A GNR realizou hoje uma busca domiciliária, durante a qual foram apreendidos artigos informáticos, nomeadamente dois computadores portáteis, um telemóvel, uma impressora e vários atestados médicos falsificados.

A suspeita foi constituída arguida e os factos remetidos ao Tribunal da Póvoa de Lanhoso.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho