Braga, sábado

Praça de touros de Viana do Castelo transformada em complexo desportivo por 3,6 ME

Regional

03 Dezembro 2020

Redação

A Câmara de Viana do Castelo aprovou hoje por unanimidade a adjudicação da empreitada de reconversão da antiga praça de touros da cidade em 'campus' desportivo por mais de 3,6 milhões de euros.

A Câmara de Viana do Castelo aprovou hoje por unanimidade a adjudicação da empreitada de reconversão da antiga praça de touros da cidade em 'campus' desportivo por mais de 3,6 milhões de euros.

Fonte autárquica adiantou à agência Lusa que a intervenção deverá arrancar no primeiro trimestre de 2021.

Hoje, na apresentação daquele ponto da ordem de trabalhos da reunião ordinária do executivo municipal, o presidente da Câmara de Viana do Castelo, José Maria Costa, explicou que a obra foi adjudicada à empresa Baltor, por mais de 3.669.123,10 euros.

O autarca socialista disse ter sido a proposta com valor mais baixo que se apresentou ao concurso publico lançado em janeiro.

José Maria Costa adiantou que foram apresentadas duas reclamações, mas a equipa que avaliou as propostas escolheu a empresa a quem hoje foi adjudicada a empreitada.

Em janeiro, o executivo aprovou por unanimidade a abertura de um segundo concurso público para a reconversão da antiga praça de touros da cidade em 'campus' desportivo, por mais de 4,9 milhões de euros.

Em abril de 2018, o primeiro concurso público para aquela empreitada, com um valor base de 3,5 milhões de euros, foi anulado, por ter ficado deserto.

O projeto para a requalificação da praça e das zonas adjacentes tem um prazo de execução de um ano e meio.

A reconversão da antiga praça de touros, desativada desde 2009, ano em que cidade se declarou anti-touradas, está integrada no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), candidatado a fundos comunitários do Portugal 2020.

Em setembro de 2019, o executivo municipal já tinha aprovado, também por unanimidade, a demolição "praticamente integral" da antiga praça de touros por se considerar a "opção técnica e economicamente viável" para a reconversão do imóvel em 'campus' desportivo.

"Há necessidade de refuncionalização do edifício e quer a geometria, quer o sistema construtivo colocam constrangimentos. Vamos manter a referência memorial do imóvel, mas vamos criar condições para, parcialmente, fazer ajustes demolindo sempre que necessário", explicou, na ocasião, o vereador do Planeamento, Gestão Urbanística, Desenvolvimento Económico, Mobilidade e Coesão Territorial, Luís Nobre.

A intenção da autarquia passa por transformar a antiga arena, com uma área de 3.800 metros quadrados e cerca de 65 metros de diâmetro, numa estrutura multifunções, que sirva o desporto e os jovens do concelho, apta para a prática de várias modalidades em simultâneo, como ginástica, esgrima, patinagem artística, hóquei em patins e basquetebol.

A futura "Praça Viana" será gerida pela Escola Desportiva de Viana (EDV), em regime de comodato, dotando a associação de condições adequadas para as inúmeras modalidades e para a formação dos jovens do concelho".

Deixa o teu comentário