Braga, quarta-feira

Presidente de junta em Vizela acusado de participação económica em negócio

Regional

04 Junho 2020

Redação

O Ministério Público deduziu acusação contra um presidente de junta do concelho de Vizela pela alegada prática de um crime de participação económica em negócio, informou hoje a Procuradoria-Geral Distrital do Porto, na sua página na Internet.

O Ministério Público deduziu acusação contra um presidente de junta do concelho de Vizela pela alegada prática de um crime de participação económica em negócio, informou hoje a Procuradoria-Geral Distrital do Porto, na sua página na Internet.

"Indiciou o Ministério Público que o arguido, presidente de uma junta de freguesia do município de Vizela, no ano de 2018, atuando nesta qualidade, adjudicou por ajuste direto uma obra de demolição a uma sociedade, pelo preço de 9.500 euros", refere a Procuradoria.

Ainda segundo a Procuradoria-Geral Distrital do Porto, o autarca sabia que, "para levar a cabo essa obra, iria contratar o aluguer de uma máquina e de um camião pertença de uma outra sociedade de que ele, arguido, era único sócio e legal representante, como veio a suceder pelo valor de 2.000 euros".

A acusação, cujo despacho data de maio, foi deduzida pelo Ministério Público no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Braga.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho