Braga, quinta-feira

Proteção civil registou 55 ocorrências de queda de árvores e inundações

Nacional

16 Dezembro 2020

Lusa

A Proteção Civil registou entre as 21:00 de terça-feira e as 08:00 de hoje 55 ocorrências relacionadas com a queda de árvores e pequenas inundações devido ao vento e chuva forte.

Em declarações à agência Lusa, o comandante Carlos Pereira, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), precisou que as ocorrências relacionadas com a queda de árvores e pequenas inundações foram registadas sobretudo nos distritos de Viana do Castelo, Lisboa e Porto.
 

“O distrito com mais ocorrências foi Viana do Castelo com 17 situações e tratou-se sobretudo de quedas de árvores por causa do vento forte. Depois registámos também oito em Lisboa e sete no Porto, também por quedas de árvores e pequenas inundações”, disse.
 

De acordo com o comandante Carlos Pereira, não foi registada nenhuma situação grave até às 08:00 de hoje.
 

“A situação estava cerca das 08:00 a acalmar. Mesmo os avisos laranja que o IPMA emitiu por causa da chuva já passaram a amarelo”, disse.
 

Os distritos de Viseu, Aveiro e Coimbra estiveram sob aviso laranja até às 08:00 de hoje, passando, entretanto, a amarelo até às 09:00.
 

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou também sob aviso amarelo, pelo mesmo motivo, os distritos de Évora, Guarda, Faro, Vila Real, Setúbal, Santarém, Lisboa, Leiria, Beja, Aveiro, Coimbra, Portalegre e Castelo Branco até às 12:00 de hoje.
 

Os distritos de Castelo Branco e Guarda também estão sob aviso amarelo por causa da queda de neve acima da cota dos 1.800 metros, com acumulação provável entre 4 e 8 centímetros até às 12:00 de hoje.
 

O IPMA colocou igualmente os distritos do Porto, Faro, Setúbal, Viana do Castelo, Lisboa, Leiria, Beja, Aveiro, Coimbra e Braga sob aviso amarelo devido à previsão de agitação marítima forte, com ondas de oeste/sudoeste com 4 a 5 metros, passando gradualmente a ondas de noroeste, até às 21:00 de hoje.
 

O aviso laranja indica situação meteorológica de risco moderado a elevado e o amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.
 

O Instituto alertou na terça-feira para o agravamento das condições meteorológicas até ao final da tarde de hoje, começando no litoral da região norte, estendendo-se ao resto do território nacional, com chuva persistente (por vezes forte), vento forte e agitação marítima forte na costa ocidental.

Deixa o teu comentário