Braga, segunda-feira

PS/Fafe anuncia acordo com ex-independentes para candidatura à Câmara em 2021

Regional

09 Dezembro 2020

Lusa

O Partido Socialista de Fafe anunciou hoje um acordo com os movimentos independentes "Fafe Sempre" e "Independentes por Fafe", revelando que o vereador Antero Barbosa, adversário dos socialistas em 2017, será o cabeça-de-lista à câmara pelo PS.

"O PS trocou o verbo combater no seio da sua família pelo verbo construir. Vamos para este desafio reunidos, com força, arrumados e em paz. E os fafenses mereciam isso", afirmou Pompeu Martins, líder da estrutura local do PS, falando de um "momento histórico" e do consenso que a solução reuniu junto dos órgãos locais, distritais e nacionais do partido.
 

Foi também anunciado que Raul Cunha, atual chefe do executivo municipal, encabeçará a lista do PS à Assembleia Municipal, após dois mandatos à frente daquela edilidade do distrito de Braga.
 

Este acordo põe termo a vários anos de instabilidade na área política do PS em Fafe, com o partido a enfrentar candidaturas independentes em 2013 (Independentes por Fafe) e 2017 (Fafe Sempre), formadas maioritariamente por militantes e simpatizantes daquela área política.
 

O PS ganhou os dois combates, mas ambos com margens apertadas, perdendo a maioria absoluta.
 

Em 2017, o movimento Independentes por Fafe, liderado por Parcídio Summavielle (atual vice-presidente da câmara), já integrou a lista do PS que concorreu às autárquicas, mas o partido enfrentou nesse ano a candidatura do movimento" Fafe Sempre", liderada pelo ex-vereador Antero Barbosa, agora apontado, no contexto deste acordo, como o cabeça-de-lista à câmara nas autárquicas de 2021.
 

Pelo meio, naquele conturbado ano de 2017, ocorreram as divergências entre o PS local, encabeçado pelo ex-presidente da câmara, José Ribeiro, que apoiava Antero Barbosa, e o PS nacional que,
avocando o processo, impôs a recandidatura do independente Raul Cunha.
 

No anúncio de hoje, que se realizou na sede concelhia, participou também o atual presidente da câmara, Raul Cunha. O autarca recordou que, apesar dos períodos conturbados do passado, sempre teve "disponibilidade para um diálogo sério e para encontrar as melhores soluções".
 

"Vamos construir uma plataforma que leve a uma continuidade das políticas do PS e ao seu aperfeiçoamento", anotou, prometendo apoiar a candidatura de Antero Barbosa, que foi seu adversário em 2017, acabando expulso do PS.
 

Aos jornalistas, Antero Barbosa disse não "violentar a sua consciência pelo facto de estar aqui hoje a trabalhar com o PS".
 

"Eu não venho aqui à procura de cargos, tenho obrigação de colocar ao dispor dos fafenses a minha experiência de 16 anos na autarquia", observou, prometendo que regressará à militância do PS "quando os estatutos o permitirem", o que nunca acontecerá, admitiu, antes das autárquicas de 2021.
 

O atual vice-presidente da câmara, Parcídio Summavielle, que foi adversário dos socialistas em 2013, defendeu que o acordo hoje anunciado significa que o movimento "Independentes Por Fafe, que liderou, "esgota-se seguramente agora".
 

"Estou convencido que a esmagadora maioria dos que estiveram connosco se reveem nesta solução", assinalou.
 

Anunciando que já retomou a sua militância no PS, saudou o facto de "ter sido possível que militantes de diferentes sensibilidades do partido local estivessem agora unidas no mesmo projeto político", ultrapassadas as divergências do passado.

Deixa o teu comentário