Braga, quarta-feira

PS inicia este ano a corrida às eleições autárquicas de 2021 Esplanada do Atrium Caffé é mais-valia de espaço acolhedor e familiar

Regional

03 Janeiro 2020

Redação

Partidos da oposição perspectivam novo ano autárquico. PS e CDU defendem mais investimento camarário na melhoria da mobilidade urbana.

A ‘concelhia’ de Braga do Partido Socialista terá como “principal foco” da sua acção em 2020 a “preparação atempada” da sua candidatura à Câmara Municipal, defendendo o actual líder da comissão política, Artur Feio, que o cabeça de lista às eleições autárquicas de 2021 deverá ser apresentado no primeiro quadrimestre deste ano.


O actual vereador, cuja recandidatura à liderança da ‘concelhia’ socialista é dada como certa nas eleições agendadas para o dia 1 de Fevereiro, será, em caso de reeleição, o cabeça de lista nas próximas autárquicas. Embora não assuma, desde já, esse papel, Artur Feio defende, em declarações ao Correio do Minho, que o candidato que o PS?apresentar para tentar reconquistar a Câmara Municipal, “terá de ser alguém veiculado ao PS, da estrutura”, considerando que “um independente não resultará”.
 

Segundo Artur Feio, “o PS tem de ter um rosto com notoriedade”, reconhecendo que ele próprio tem de lutar ainda contra “as dificuldades de penetração da imagem de uma nova gerações de políticos” do PS/Braga.


“Temos de impor um modelo de gestão da cidade para melhorar no curto prazo a vida dos bracarenses”, assume o líder da ‘concelhia’ socialista, apontando a melhoria da mobilidade como desafio “absolutamente premente” para a actual maioria PSD/CDS. “Espero, claramente, que haja coragem política para resolver o a caos absoluto que a cidade vive”, declarou Artur Feio.


Noutro âmbito, o vereador socialista reclama da Câmara “uma aposta verdadeira na Cultura” que permita pensar numa candidatura vencedora a Capital Europeia da Cultura em 2027. Para Artur Feio, não basta ter o Theatro Circo “a funcionar bem”, é preciso “ir mais além” com uma programação cultural que “transforme a cidade ao longo do ano”.
 

Num em que se prevê a realização de um referendo à alienação do novo estádio municipal, o líder da oposição socialista prefere aguardar pela pergunta que constará da consulta pública para definir o seu sentido de voto, defendendo, contudo, que o Município deveria antes integrar o recinto desportivo de linhas arquitectónicas ímpares no Mundo num roteiro de pontos de atracção turística do concelho que englobe também o Santuário do Bom Jesus do Monte ou o Mosteiro de S. Martinho de Tibães.

Deixa o teu comentário