Braga, segunda-feira

Pulseira eletrónica para suspeito de violência doméstica na Póvoa de Lanhoso

Regional

18 Dezembro 2020

Redação

O Tribunal de Braga aplicou pulseira eletrónica a um homem de 62 anos, da Póvoa de Lanhoso, por alegada violência doméstica sobre a mulher, anunciou hoje a GNR.

O Tribunal de Braga aplicou pulseira eletrónica a um homem de 62 anos, da Póvoa de Lanhoso, por alegada violência doméstica sobre a mulher, anunciou hoje a GNR.

Em comunicado, a GNR refere que o suspeito, durante 25 anos, “agredia física e psicologicamente” a mulher, de 60 anos, bem como limitava a sua liberdade, “submetendo-a a atos reiterados de violência física e sexual, humilhando-a e fragilizando-a”.

No decorrer das diligências policiais, a GNR efetuou uma busca domiciliária, apreendendo três caçadeiras, 14 munições, duas catanas, uma faca de grandes dimensões e duas peças de arte sacra.

O detido foi presente, na quinta-feira, a primeiro interrogatório judicial, no Tribunal de Braga, tendo ficado sujeito à proibição de contactos por qualquer meio com a mulher e a afastamento de 400 metros da mesma, controlado através de pulseira eletrónica.

Fica ainda sujeito a tratamento à dependência de álcool.

Deixa o teu comentário