Braga, quinta-feira

Quase duplicou número de concelhos em risco extremo de contágio

Nacional

07 Janeiro 2021

Lusa

O número de concelhos em risco extremo de transmissão da covid-19, com mais de 960 casos por 100 mil habitantes, quase que duplicou, passando de 30 para 56, segundo a lista atualizada divulgada hoje pelo Governo.

O número de concelhos em risco muito elevado, entre 480 e 960 casos por 100 mil habitantes, também subiu, de 79 para 132.
 

Na lista de concelhos em risco muito elevado de contágio estão agora 15 dos 18 municípios capitais de distrito no território continental, designadamente Beja, Braga, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Leiria, Lisboa, Porto, Santarém, Setúbal, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu.
 

Dos outros três concelhos que são capital de distrito, Guarda encontra-se em risco extremo, enquanto Aveiro e Portalegre estão em risco elevado, de acordo com a atualização da lista dos concelhos de risco, que vigora no âmbito da renovação do estado de emergência devido à pandemia de covid-19, entre as 00:00 de sexta-feira e as 23:59 de 15 de janeiro.
 

Em novembro, o Governo dividiu os 278 municípios do continente em quatro grupos, consoante o nível de risco de transmissão - moderado, elevado (entre 240 e 480 casos por 100 mil habitantes), muito elevado (entre 480 e 960) e extremamente elevado (mais de 960). A lista pode ser consultada em www.covid19estamoson.gov.pt.
 

Na anterior lista de concelhos por níveis de risco, que entrou em vigor em 24 de dezembro, estavam identificados 30 concelhos em risco extremo de contágio, 79 em risco muito elevado, 92 em risco elevado e 77 em risco moderado.
 

Hoje, a reavaliação da situação epidemiológica fez subir o número de concelhos nos níveis de risco extremo e muito elevado e descer os que se encontravam nos riscos elevado, que passaram a ser 65, e moderado, com apenas 25 municípios, que são os que têm menos de 240 casos por 100 mil habitantes.
 

No âmbito da renovação do estado de emergência, o Governo determinou a proibição de circulação entre todos os concelhos do continente, a partir das 23:00 de sexta-feira e as 05:00 da próxima segunda-feira.
 

Excluindo os 25 concelhos em risco moderado, os 253 municípios com risco elevado de transmissão da doença, com mais de 240 casos da covid-19 por 100 mil habitantes, estão sujeitos a recolher obrigatório entre as 13:00 e as 05:00 do dia seguinte durante o próximo fim de semana, ou seja.
 

Na quinta-feira, o Presidente da República decretou a renovação do estado de emergência por mais oito dias, até 15 de janeiro, para permitir medidas de contenção da covid-19.
 

O chefe de Estado justificou esta renovação por apenas oito dias referindo que "escassos são ainda os dados que possam ser relacionados com o período decorrido entre 23 e 27 de dezembro, ou seja, o período de alívio de medidas pelo Natal, bem como do período seguinte, de Ano Novo, embora os números mais recentes sejam muito preocupantes, demonstrando a imperiosidade das medidas de emergência".

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.884.187 mortos resultantes de mais de 87,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.
 

Em Portugal, morreram 7.472 pessoas dos 456.533 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.
 

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Deixa o teu comentário