Braga, sábado

Recolha seletiva de resíduos em Esposende aumentou 12,4% em 2020

Regional

08 Fevereiro 2021

Redação

A recolha seletiva de resíduos em Esposende aumentou 12,4% em 2020 quando comparado com 2019, tendo sido, através da gestão integrada dos vários fluxos de resíduos, "promovida a valorização e reciclagem" de 2.408,61 de lixo, divulgou a autarquia.

A recolha seletiva de resíduos em Esposende aumentou 12,4% em 2020 quando comparado com 2019, tendo sido, através da gestão integrada dos vários fluxos de resíduos, "promovida a valorização e reciclagem" de 2.408,61 de lixo, divulgou a autarquia.

Em comunicado enviado à Lusa, a câmara esclarece que, "apesar das circunstâncias atípicas do último ano", com a pandemia causada pelo novo coronavírus, se verificou "um crescimento da quantidade de resíduos depositados nos ecopontos e encaminhados para reciclagem".

Segundo a autarquia, através do sistema multimunicipal foram recolhidas 1.866,79 toneladas, sendo que 1.004,71 toneladas (+13,8%) dizem respeito à fileira do vidro, 411,99 toneladas (+20,8%) a embalagens de plástico e metal e 450,09 toneladas (+2,9%) a papel/cartão.

A Câmara destaca ainda o encaminhamento para reciclagem de 176,44 toneladas de resíduos, através do circuito de recolha dedicada implementado junto dos produtores comerciais e industriais.

Quanto à recolha de resíduos urbanos indiferenciados, traduziu-se na deposição em aterro sanitário de 18.719,38 toneladas, "o que representa uma média mensal de aproximadamente 1.560 toneladas".

O mês de agosto é o correspondente ao de maior produção, com cerca 2.117 toneladas, e novembro o mês com menor quantidade de resíduos recolhidos, com 1.333 toneladas.

No âmbito do projeto de recolha seletiva de biorresíduos junto de grandes produtores (restaurantes, cantinas e Instituições Particulares de Solidariedade Social), foram recolhidas 188,38 toneladas de resíduos orgânicos, que foram encaminhados para valorização orgânica e consequente produção de composto para agricultura.

"Neste aspeto particular, verificou-se uma acentuada redução (-23%) fruto da pandemia e do consequente encerramento/redução de atividade de muitos estabelecimentos", refere o texto.

Deixa o teu comentário