Braga, quinta-feira

Rede de transportes de Terras do Bouro, Braga, operacional na sua totalidade

Regional

21 Setembro 2020

Redação

A rede de transportes de Terras do Bouro "está de novo operacional na sua totalidade", informou hoje aquela autarquia do distrito de Braga, que está a suportar grande parte dos custos do serviço.

A rede de transportes de Terras do Bouro "está de novo operacional na sua totalidade", informou hoje aquela autarquia do distrito de Braga, que está a suportar “grande parte” dos custos do serviço.

Na sua página da Internet, a Câmara de Terras de Bouro esclarece que, desde quinta-feira, "através de um esforço negocial, os custos da rede de transportes em vigor” começaram a ser, “em grande parte, suportados pela autarquia, de modo a que cada terrabourense possa ter uma oferta de transportes mais alargado em função das suas necessidades".

A autarquia acrescenta que a rede de transportes do concelho está, agora, a funcionar nos mesmos termos que estava antes do início da pandemia de covid-19.

O município lembra que "suportou na íntegra os custos com a rede essencial de transporte durante o período de estado de emergência [devido à covid-19], fase que os transportes estiveram altamente condicionados e a funcionar de forma muito reduzida".

Entre os meses de abril a junho, a rede funcionou de "forma totalmente gratuita", com as despesas a serem suportadas pelas autarquias no âmbito da implementação e adesão do município de Terras de Bouro ao Programa de Apoio à Redução do Tarifário dos Transportes Públicos (PART).

"Tratou-se de um esforço considerável de todas as partes no sentido de assegurar níveis mínimos de mobilidade às populações, sem serem postas em causa as condições sanitárias, permitindo o uso de transporte público em segurança em fase de pico de pandemia", aponta a autarquia no texto.

A câmara de Terras de Bouro aponta ainda que continua em vigor o PART, destinado "à redução tarifária nos transportes públicos coletivos e ao aumento da oferta de serviços e que tem por objetivo combater as externalidades negativas associadas à mobilidade”.

Em causa estão, nomeadamente, “o congestionamento, a emissão de gases de efeito de estufa, a poluição atmosférica, o ruído, o consumo de energia e a exclusão social".

O programa inclui o apoio de 50% do valor do transporte escolar do Ensino Secundário dos alunos que frequentem o Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro e dos alunos que, por inexistência da oferta formativa pretendida no concelho, frequentem estabelecimento de ensino fora do concelho.

O PART quer ainda reforçar a oferta de transportes públicos nas linhas de Souto -Terras de Bouro (por Ribeira), Souto - Terras de Bouro e Rio Caldo - Ermida, reduzir 75% do valor dos passes para pessoas ativas no mercado de trabalho residentes no concelho que se deslocam em transporte público coletivo para o seu local de trabalho, dentro ou fora do concelho.

Visa, ainda, reduzir 80% do valor da carteira de 10 bilhetes pré-comprados para pessoas desempregadas e pensionistas.

Deixa o teu comentário

Bem-vindo á Antena Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho